Saturday, November 05, 2005

Cores De Outono

Caros e Caras,
Paz e saúde!

O Passeio Público fica a uns cinqüenta metros de casa. É uma rua fechada ao trânsito, utilizada como área de lazer. Normalmente é cheia de gente, bicicletas, cães, patins e crianças que brincam sob olhares tranqüilos. Os muitos bancos estão sempre ocupados por idosos ou casais. É uma parte viva e agradável da cidade. Mas não no dia de Finados (que aqui não é comemorado, ao contrário do Dia de Todos os Santos, 1º de novembro, este sim, feriado na Itália). Não a uma da tarde, depois da chuva fria de outono. A essa hora poucas pessoas caminham sobre as folhas secas. E poucos são os pombos.

(Informo que, atendendo a pedidos, em breve estarei fornecendo a receita da massa à carbonara, correndo o risco de transformar este blog em um espaço gastronômico.)

Ciao.















17 comments:

AnaBettaBlue said...

de qualquer forma, essas fotos são inspiradoras... mesmo no frio e nas folhas secas, eu adoraria sentar num banco desses e poetizar o outono... por sinal, para mim, uma das estações mais charmosas. :)

Brasiliano said...

Allan, se me permite uma correçao, o dia de finados na Italia assim como no Brasil è dia 2 de novembro, a diferença è que no Brasil è feriado e aqui na Italia o feriado è dia 1 de novembro (Dia de todos os santos).
Um abraço, Cleber

Manoel Carlos said...

A melancólica paisagem outonal é condizente com a época de dias de bruxas, santos e mortos.

Viva said...

Lindas fotos, Allan.
O outono europeu tem uma beleza melancólica que combina, como bem disse o Manoel, com essa época de fiandos.

Juliano said...

Renovo, recomeço. Nada de ficar com folhas velhas. Se úteis um ano, não quer dizer que assim sejam para o resto da vida. A floresta temperada, decídua como ela só, nos ensina uma perfeita lição contra nossa natural tendência a acomodação e repetição do ano que se passou. Eu, sim, sentiria o maior prazer do mundo em sentir o farfalhar das folhas secas sob os pés. De preferência de mãos dadas com minha senhora. Um grande abraço.

Flavio Prada said...

Allan, já faço uma ideiazinha do que fazer quando for tua casa, antes de tomar aquele café. Um abraço.

Denise Arcoverde said...

Lindas fotos, Allan, acho que o outono ainda não chegou aqui... ontem estávamos, às 7 da noite usando camiseta de manga curta na rua... eu quero meu outono logo
:-/

Claudio Costa said...

As fotos são "de calendário", como antigamente se dizia. Lembro-me sempre da música "The falling leaves", romântica, nostálgica... promessa de renovação.

Sandra said...

Ai, Allan

Que saudades da Itália, amigo...

Leila Silva said...

Carbonara? Adoro, como todos os pratos italianos exceto os feitos com frutos do mar.
Lindas fotos.
Abraços
Leila

Ordisi Raluz said...

Eu gosto MUITO dos tons de outono europeus... Quanto à receita, manda ver, uai...

Anonymous said...

Lindas fotos, ha qualcosa di famigliare.......
um abraço
Monica

D. Afonso XX, o Chato said...

Melhor que o outono, parecem ser as receitas. Vou experimentar a anterior e esperar pela Carbonara. De qualquer forma, lindas as fotos. abs

Roberta de Felippe said...

Querido, comentei sobre a massa à carbonara com minha avó e (Dio, santo!) ela toda hora me pergunta se você já publicou a receita. Veja só o que você me arrumou, hahaha! Bacio.

Maria do Céu Costa said...

Boa colheita fotográfica dos contrastes de coloridos com que o Outono nos presentei-a.

Biajoni said...

IDÉIA:
faz um blog gastronômico!!!
sério!
:>)

I said...

que belas fotografias de outono!apetece saltar para dentro e pisar as folhas, faze-las estalar sob os pés, e sentir o cheiro da terra húmida e dos musgos.