Tuesday, November 01, 2005

Aglio, Olio e Peperoncino

Caros e Caras,

Paz e saúde!

Os italianos acreditam-se melhores cozinheiros que os franceses. Os franceses fingem ignorar o sucesso da cozinha italiana no mundo. Minha mãe foi proprietária de restaurante francês e de restaurante italiano. Posso opinar sem medo de ferir egos: o melhor prato é aquele que está ao meu alcance.

Não tenho certeza, mas creio ter dado esta receita antes. Não tive paciência de vasculhar entre as cartas antigas e resolvi arriscar. Quem a pediu que aproveite. Como sempre, a receita vem incompleta. As quantidades não chegam a fazer diferença. Use o seu instinto. E faça um segundo prato à base de carne.

Spaguetti número 5 (se achar, use o Barilla);

Salsinha fresca batidinha;

Pimenta seca (no Brasil, use a malagueta. Na Itália, a calabresa);

Azeite extra virgem de oliva;

Alho;

Sal;

1 Garrafa de um bom vinho.

Corte o alho em pedaços grandes e coloque-o em um tigela; corte em pedaços pequenos a pimenta, junte-a ao alho, adicione o azeite e deixe descansar por uma hora. Ponha a água para ferver em uma panela grande com um pouco de sal (há quem prefira colocar o sal depois, para não manchar a panela, mas eu o coloco antes). Quando a água estiver fervendo, coloque a massa e não mexa no primeiro minuto. Deixe cozinhar até o ponto ao dente. Escorra o macarrão rapidamente (nada de água fria para quebrar a fervura) e junte-o ao azeite com alho e pimenta. Adicione a salsinha, misture e sirva em seguida. Como o alho estará cortado em pedaços grandes, ficará fácil separá-lo no prato.

O truque é não levar ao fogo, em momento algum, o azeite com a pimenta, o alho e a salsinha. Esses ingredientes devem permanecer crus. Outra dicaque não me canso de repetir – é o ponto da massa: retire-a do fogo quando ainda estiver ligeiramente crua, pois o calor da própria massa irá deixá-la no ponto certo no momento de comê-la. E, por último: nunca, mas nunca mesmo, sirva um prato francês após uma massa como essa. Apesar de vizinhos, franceses e italianos iriam se ofender.

O vinho? Bom, se você ainda não aprendeu o que fazer com a garrafa de vinho sugerida entre os ingredientes, esqueça tudo e vá comer no Mac Donald’s. Você merece.


Ciao.

16 comments:

Anonymous said...

Alan, vou acrescentar essa definição sobre o melhor prato à minha coleção! ;-)) minha enteada , aos 5 anos, quando perguntei a ela "como ela queria o sorvete" esperando uma resposta tipo "com calda, com biscoito", a resposta veio certeira e sincera; MUITO !
angela

I said...

"Posso opinar sem medo de ferir egos: o melhor prato é aquele que está ao meu alcance. "extraordinário lema de vida, além da fabulosa receita! já não tapo a moka do café mas...fervia o azeite, a pimenta, a salsa... desastre!...a partir de agora vou melhorar o meu spaguetti

I said...

é uma foto de Visherad, o cemitério romântico de Praga , sec XIX, onde estão sepultados Dvorak e Jan Neruda.

Claudio Costa said...

É só ler suas cartas "culinárias" e me dá água na boca. Sem falar da admiração pelos textos, tão requintados... Inda bem que consigo apreciar um bom vinho (por isso sua "praga" não pegou: McDonald's? Never!)

Sandra said...

Há um ritual em casa às sextas de se comer uma massa com um molho diferente...

Vou testar esse na próxima. E com vinho!!!

Lucia Malla said...

Allan, vou tirar a pimenta da receita e testar hoje a noite. Se ficar bom, te falo. :-)
Bjs!

Claudia Antonini said...

Dopo questa lezione di cucina, domando: "Ci va l'aglio nella carbonara?"

Denise Arcoverde said...

Allan, eu, que não cozinho nunca, vou arriscar esse prato agorinha... porque é tão fácil, não é possível que eu estrague...

Obrigada! beijão!

Lucia Malla said...

Tirei a pimenta... e ficou otimo!!!!! Apenas acrescentei lascas e mais lascas de parmesao.
Receita aprovadissima.

Brasiliano said...

Eu tambem fritava o alho, a proxima vou tentar como vc recomenda, de qualquer forma le pennette rigate con abobrinha, tomatinho cereja e ricota dura que minha mulher prepara ainda sao imbativeis.
Cleber

Guilherme said...

"1 Garrafa de um bom vinho."

Aí, bicho, qualquer receita de qualquer cozinha a qualquer hora é bala de prata! ; )

E qual você escolheu?

Manoel Carlos said...

A culinária italiana é mais popular, embora a francesa seja mais apreciada entre os que se consideram gourmet.
Há italianos que acham os vinhos toscanos melhores que os franceses, inclusive da região de Bordéus.

Sofia Bau said...

Ciao....
...e se for um riojano??
por aqui tenho inventado um pouco com os mariscos... por enquanto estao sendo aprovados!
abraços!!

edu said...

Hmmmmmm!!! Ai, que fooooome!! Mas apesar de meu blog ser hospedado na França, tô com a Itália e não abro!

Estrela do Mar said...

Hummm! Que delícia!!! Deu água na boca...Com certeza vou fazer um dia acompanhado de um ótimo vinho.

Eliane Pechim said...

Amei essa receita! Aqui em casa sempre uso a marca Barilla também.