Friday, April 27, 2018

Trilha sonora italiana – Antonello Venditti: Notte prima degli esami

Essa música está entre as mais belas e mais conhecidas da Itália. Todo e qualquer italiano – de qualquer idade – conhece e não consegue não cantar junto. Merece um capítulo à parte nessa seção. Para entendê-la bem, algumas informações:

- Antonello Venditti (Roma, 8 de março de 1949), cantor e compositor, autor desta canção.

- Gorgio Lo Cascio (Roma, 18 de junho de 1951 – Roma, 25 de fevereiro de 2001), cantor, compositor e jornalista.

- Francesco De Gregori (Roma, 4 de abrio de 1951), cantor e compositor.

- Ernesto Bassignano (Roma, 4 de abril de 1946), cantor, compositor, jornalista e condutor radiofônico.

- “I pini di Roma” que não se quebram são os pinhos de um dos poemas sinfônicos da Trilogia Romana, de Ottorino Respighi (1879-1936).

- Folkstudio era o atelier e estúdio do pintor e músico americano Harold Bradley, situado no porão de uma casa no bairro de Trastevere, em Roma. Como muitos artistas se reuniam ali, transformou-se num círculo cultural (uma espécie de bar/restaurante só para sócios – onde qualquer um pode entrar, desde que compre (normalmente por um preço simbólico) a cateira da associação. Muitos músicos se apresentavam no local, como, por exemplo, um jovem desconhecido que se apresentou em 1962 para umas quinze pessoas presentes, um certo Bob Dylan. Venditti, De Gregori, Lo cascio e Bassignano cantavam no Folkstudio.

- Maturità é o correspondente italiano do vestibular.

- A canção fala de uma noite de verão, com o tempo que viaja em lembranças e épocas diversas. Os quatro rapazes citados no início são os quatro amigos, saindo de algum local onde se apresentaram, carregando os instrumentos. “Un pianoforte sulla spalla” é a recordação dos amigos quel he ajudavam a carregar o piano nas costas, após as apresentações, como o próprio Venditti contou em diversas entrevistas. “La vita non li spezza” – a vida não os quebra, referindo-se aos sonhos que perseguem. Conversam sobre banalidades, como as secretárias que se casam com advogados, e coisas sérias, como “le bombe delle sei”, referindo-se a duas bombas no atentado ao monumento Vittoriano (Altar da Pátria, sempre em Roma), em 1969.  A cena muda para um jovem casal que se encontra na noite da véspera do vestibular. Não se vêem há uma semana, ela desafiou o pai e o irmão para encontrá-lo. Na confusão de emoções que se misturam – o encontro proibido e o vestibular –, pai e irmão parecem Dante e Ariosto, dois poetas muito aproveitados nos vestibulares. Enquanto os jovens se amam (non fermare ti prego | le mie mani | sulle tue cosce tese | chiuse come le chiese | quando ti vuoi confessare), Roma vive a vida noturna de sempre: sons de sirenes, ambulância, polícia e – talvez – alguém que perdeu a vida (forse qualcuno te lo sei portato via), pais acordados  por bebês, avós insones nas janelas, atores jovens que acordam cedo para enfrentar a fila de provas de Cinecittà. Ele volta para casa e se lembra que é dia de vestibular, chora e reza, enquanto os aviões voam entre Nova Yorque e Moscou (que somente voando podia-se ultrapassar a cortina de ferro, durate a guerra fria) mas não consegue deixar de pensar a Claudia, sua amada. Nova cena, Venditti se vê adulto, cantor de sucesso e observa as luzes do palco.
----------------------------------

Notte prima degli esami

Io mi ricordo, quattro ragazzi con la chitarra
E un pianoforte sulla spalla
Come pini di Roma, la vita non li spezza
Questa notte è ancora nostra

Ma come fanno le segretarie con gli occhiali a farsi sposare dagli avvocati?
Le bombe delle sei non fanno male,
È solo il giorno che muore, è solo il giorno che muore
Gli esami sono vicini
E tu sei troppo lontana dalla mia stanza

Tuo padre sembra Dante e tuo fratello Ariosto
Stasera al solito posto, la luna sembra strana
Sarà che non ti vedo da una settimana

Maturità, t'avessi preso prima
Le mie mani sul tuo seno
È fitto il tuo mistero

Il tuo peccato è originale come i tuoi calzoni americani
Non fermare ti prego le mie mani
Sulle tue cosce tese chiuse come le chiese
Quando ti vuoi confessare

Notte prima degli esami, notte di polizia
Certo qualcuno te lo sei portato via
Notte di mamma e di papà col biberon in mano
Notte di nonno alla finestra
Ma questa notte è ancora nostra

Notte di giovani attori, di pizze fredde e di calzoni
Notte di sogni, di coppe e di campioni
Notte di lacrime e preghiere
La matematica non sarà mai il mio mestiere

E gli aerei volano in alto tra New York e Mosca
Ma questa notte è ancora nostra
Claudia non tremare
Non ti posso far male
Se l'amore è amore

Si accendono le luci qui sul palco
Ma quanti amici intorno
Mi viene voglia di cantare
Forse cambiati, certo un po' diversi
Ma con la voglia ancora di cambiare

Se l'amore è amore, se l'amore è amore
Se l'amore è amore, se l'amore è amore
Se l'amore è amore


No comments: