Wednesday, January 15, 2014

A Grande Beleza






Na entrega dos prêmios da Hollywood Foreign Press Association (HFPA), que rolou domingo passado, 12 de Janeiro, o filme italiano “A grande Beleza” ganhou o Golden Globe como melhor filme estrangeiro. O último filme italiano a vencer um Golden Globe como melhor filme estrangeiro, foi “Nuovo Cinema Paradiso”, de Giuseppe Tornatore, em 1990. O Golden Globe costuma antecipar o resultado do Oscar, como aconteceu em 1990, quando Tornatore completou a dobradinha e levou o Oscar. Até agora “A Grande Beleza” levou todos os prêmios a que concorreu. ...Oscar?  

Se você está na dúvida se ir ou não ao cinema para assistir, repito o que já tinha escrito nesse outro post:

O filme “La grande bellezza”, de Paolo Sorrentino, foi indicado como concorrente italiano ao Oscar 2014 na categoria de melhor filme estrangeiro. Voltou correndo em cartaz e foi o nosso programa de sábado passado (19/10/2013).

O filme começa com a festa de aniversário pelos sessenta e cinco anos do jornalista Jep Gambadella, interpretado pelo carismático Toni Servillo. Inevitável a analogia com “Encontrando Forester” de Gus Van Sant, com Sean Connery no papel de Willian Forrester, um escritor recluso após ter escrito um único livro. De qualquer forma, Jep Gambardella também é recluso no seu mundo, também escreveu um único livro e, assim como Forrester, convive com a cobrança por um segundo best seller.

O filme foi ambientado e filmado em Roma (a verdadeira Grande Bellezza) com uma fotografia que lembra muito “La Dolce Vita”, de Fellini, mas que já não ostenta os personagens de então. Ao contrário, novos ricos, prostitutas, criminosos e uma fieira do que há de pior na sociedade é que compõem as personagens da elite romana desse 2013, maculando o cenário milenar da cidade. Sim, Roma sempre conviveu com toda espécie de escória humana, mas nunca tão sob os holofotes.

Sorrentino conduz a decadência da sociedade romana numa agonia lenta e fútil, mas de forma divertida, cometendo apenas pequenos deslizes ao exceder-se em alguns diálogos, numa necessidade de explicar o que poderia ser intuído. Mas o filme é bom, atual e poéticamente real. Além do próprio Servillo, há que se cumprimentar as atuações de Carlo Verdone e Sabrina Ferilli. 

Vá assistir.

14 comments:

Léia Silva said...

Caro Allan
Assisti, mas não gostei muito!
E' gosto, pois meu marido gostou!
Léia

author casulo-online said...

Grazie pela indicação! :)

Carol Alencar said...

Eu to com a Leia... Nao curti muito esse filme, e olha que eu adoooro os filmes italianos... Vai entender! De repente nao tive sensibilidade... Pode ser...

maray said...

Assisti há duas semanas por aqui. A FSP dava ao filme quatro estrelas mas eu não daria duas. Achei uma versão pedante da Dolce Vita. Faltou, em minha opinião, um pouco de veracidade ao tédio dos personagens. Não me angustiou, não me fez pensar, não me trouxe à memória a lembrança de Roma. Sei lá, gosto é gosto, não é? Eu não recomendo, mas em matéria de Oscar, ainda acho que o pior filme italiano será melhor do que um americano violento. Sou preconceituosa assumida em relação ao cinema americano.

bjs

Denise Rangel said...

Allan, não assisti ainda. Esperarei entrar em cartaz perto de casa. Confio em tua sensibilidade.
Abraço, garoto

Sandra said...

Vou assistir!!

myra said...

ja soube deste film, mas infelizmente nao vou ver....
como sempre obrigada das coisas que escreve!!!
gde abraco!

Milena F. said...

Vi há alguns meses o trailer desse filme e fiquei com vontade de assistir. Depois esqueci, e agora todo mundo está falando dele!!! Tenho certeza que é o tipo de filme que vou gostar... mas que não atrai a maioria.
P.S.: tenho praticamente a mesma foto do cartaz do filme (com essa escultura!)kkk

Allan Robert P. J. said...

Léia, Carol e Maray, Gosto (também)de filmes mais densos, mas prefiro ir ao cinema para me divertir e sair leve de lá. O filme mostra com poesia a decadência da "cidade eterna" e a futilidade das personagens que a infestam. Questão de gosto ou do espírito no momento de assistir o filme. :)

Casulo-online, Denise, Sandra e Milena, gostaria de saber a opinião de vocês, depois de assistirem o filme (seira divertido vocês irem assistir juntas: ia dar um trabalhão juntar as 4). :)

Myra, espero que você tanha a oportunidade de ir assistir. Abração. :)

Anonymous said...

Sempre gostei muito do cinema italiano. Em geral eu não gosto, ao contrário da maioria das pessoas, de ver os lançamentos badalados, contrario este hábito quando recebo indicações abalizadas como a sua.
Manoel Carlos

Luma Rosa said...

Oi, Allan!
Se não conseguir na internet, vou ter que esperar chegar aqui! Depois digo o que achei! :)
Beijus,

Sissym Mascarenhas said...



Allan,

Agora estou curiosa.
Vou ver trailer na internet.

Beijos

Allan Robert P. J. said...

Manoel, não vou a lançamentos badalados e deixei de assistir a muitos filmes que já chegaram fazendo estardalhaço. No caso de "A Grande Beleza", nó perdemos o lançamento por estarmos fora e aproveitamos o relançamento. :)

Luma e Sissym, foi o melhor filme que assisti em 2013 (mas nem vou tanto ao cinema). :)

Bruxa do 203 said...

Adorei a maneira de retratar o vazio da sociedade atual com tanto humor.