Monday, March 25, 2013

Na Itália não tem bombril



Depois da minha aflição por causa da água que não matava a sede, a coisa que mais me intrigou na nossa chegada na Itália foi a falta de Bombril. Catequizado por anos de propaganda e pelo uso regular de Bombril, não conseguia entender como os italianos sobreviviam sem um produto de mil e uma utilidades. Também tive dificuldade na operação de sacudir a toalha da mesa no chão da cozinha e depois varrer, mas a falta de opções fez com que eu me habituasse em dois dias.

Sem dominar o idioma e sem poder contar com uma ajuda cotidiana que dividisse essas pequenas experiências, acabei encafifado por mais tempo do que deveria. Acabei aprendendo a usar esponjas e água quente na limpeza, além de uma infinidade de produtos milagrosos que fazem todo o trabalho sujo. Também tive que me acostumar a conviver com o calcário da água, que mancha pias, box do chuveiro, torneiras e vasos e flores. Máquinas de lavar roupa e de lavar louça usam anticalcário, um produto que deve ser adicionado em cada lavagem; ferros de passar a vapor só podem ser abastecidos com água desmineralizada; a caldeira que aquece a água do chuveiro e das torneiras da casa também tem tratamento anticalcário; no lava rápido, a última passagem é de água desmineralizada, para não manchar o carro.

Muita gente forra a assadeira com papel-alumínio antes de levar ao forno a carne assada, o que evita ter que deixar a  assadeira de molho, depois. Produtos químicos para remover incrustações e calcário consomem, junto, panelas, pias e banheiras. As indústrias de produtos de limpeza serão saudáveis enquanto existir calcário na água da Europa e, sabendo que o calcário levou milhares de anos para se formar e levará outro tanto para ser consumido, essas empresas sobreviverão à raça humana. O efeito dos resíduos de tantos produtos químicos provoca no ecossistema, ajudará no problema da superpopulação, uma das qualidades que Bombril não tem.

Quando aprendi que uma escovinha e água morna resolvem quase tudo e a usar com muita parcimônia os produtos que fazem milagres na limpeza mas catástrofes na natureza, eis que encontro um produto similar ao velho e aposentado Bombril, escondido nas prateleiras baixas dos supermercados italianos, que pouca gente usa. Não tem propaganda nem produz rios de dinheiro. Tampouco tem mil e uma utilidades.
.

26 comments:

Claudinha ੴ said...

Outras terras, outras culturas... A tudo achamos estranho... Como sobreviver sem o bombril? Eu sobreviveria fácil sem ele, mas jamais com esta chamada "água dura", como falamos em química. Esta água rica em sais de cálcio (ou magnésio) mal permite a formação de espuma e , me causa a impressão de não lavar direito. A água quente é uma boa pedida, mas creio que associada ao detergente... E se não usar o anticalcário? Correm o risco de uma explosão nas caldeiras??? Bem, Allan, o seu relato me deixou aflita... Como é isso de água que não mata a sede??? Não faço a mínima ideia... Ah que delícia esta blogosfera, que nos permite trocar impressões e aprender mais e mais... Um beijo! Adorei o texto!

Léia Silva said...

Oi Allan
Nossa, tive o mesmo problema quando cheguei aqui e vi que não tinha bombril - hehehe!
Quando uma amiga veio visitar-me trouxe uma mala cheia dos milagrosos pacotinhos amarelos!
Quanto ao calcàrio é o meu maior pesadelo! A torneira da pia do meu banheiro manchou e nunca consegui remover a danada e olha que fiz coleção de produtos:(
Fiquei curiosa com o nome do produto!
Um abraço
Léia

Tati e Seus Nicola'S said...

Tai uma coisa q nao sinto saudade: esfregar com escova as torneiras e chuveiros pra tirar as manchas por conta do calcário :)
Sabe q nao senti falta nenhuma do Bombril? Me adaptei super fácil com a esponja de aço. E agora de volta a "Terra do Bombril", sigo usando a esponja de aço aqui tb.
E' importante, tb, trocar os filtros de água das torneiras. Na primeira vez q fiz isso, fiquei apavorada com a qtde. de "pedrinhas" q encontrei.
Abraço!

Bah said...

Aqui nem sinto falta de palha de aço pq eu uso tudo de teflon. Já compro justamente por isso. Pra coisas mais pesadas, uso escovinha mesmo ou escova de dente gasta... quebra um galho.

Kisu!

Meire said...

Tivemos as mesmas duvidas, rs eu tb senti muito a falta do bombril e sinto a falta do "ralo" no chao do banheiro e da cozinha.
Meire

✿ chica said...

Quando morei por lá, nunca gostei da água de lá. Meu marido que é italiano, dizia que era a melhor água do mundo, mas eu detestei.

Quanto ao bombril, nem me dei conta dele por lá. Tinha tantas opções ou será que eu não estava a fim de limpezas?rs

Aliás, uso cada vez menos por aqui também ...

abraços, desde já uma Feliz alegre Páscoa por aí que além do sentido religioso, terá comidinhas deliciosas que tanto adoro!!! chica

myra said...

aqui entao nem se escutou do bombril!!! e tem mtas coisas, demais, quimicas...tudo neste pais e"quimico" ate a religiao:))) horrivel, gosto mto como escreve!!!
beijos

angela said...

Que texto bom!!! Bom brilhante!!

Thais Miguele said...

Pros lados de ca, a agua tambem e' cheia de calcario. Eu soube, porque esses dias fui lavar uma chaleira termica que estava encostada na casa, e ela estava coberta de pedras encrustadas nas laterias. Parecia coral! Fiquei assustada. Quis jogar fora, mas Ruizinho me explicou a questao. Doideira. (Sem assentos no teclado da escolinha)

Ana Carolina said...

Nossa eu ate hj sinto falta de muitas coisas do Brasil!
O calcario na agua è uma coisa q me provoca um odio mortal: acabo de lavar a louça e meus copos ficam manchadissimosssss! :( (trouxe do Brasil um filtro da Lorenzetti hehehe)
O box ja descobri uma tecnica para o Calcario: ViaKal para limpar e limpa vidro com jornal para secar, e funciona por semanas!!!
E assim vamos fazendo: sobrevivendo com o que tem disponivel... e driblando o que nao podemos modificar.
Bjs

Jota Effe Esse said...

E olha que a Itália não é um país assim tão exótico! Já imaginou se você fosse para o... Sei lá, são tantos os países com hábitos muito diferentes dos nossos! Quem sabe no Marrocos você ficaria numa boa? Meu abraço.

Lunna Guedes said...

Adorei esse post meu caro, principalmente porque quando cheguei ao Brasil eu nunca entendi pra que servia o tal do Bombril e pra piorar, a primeira vez que fui usar tive reação alérgica o que deixou meus dedos enormes e com um coceira tão intensa que dava vontade de arrancar fora os dedos. Nunca mais comprei ou usei essas coisa. rs

Mas também surtei com o cheiro da água na hora de tomar banho. Pode rir, mas tinha aquele cheiro de água guardada em reservatório. kkkkkkkkkkkkkk


bacio

Roseane Viana said...

Aos poucos a gente vai aprendendo e se virando. Hoje em dia quando vou ao Brasil até estranho não encontrar coisas lá que tem aqui. A vida é muito engraçada mesmo. Bom feriado!

Luma Rosa said...

Oi, Allan!!
Na minha lista de compras não coloco bombril, apesar de ter em casa, justamente por causa do calcário que se forma no box do banheiro. Ali eu espirro vinagre com um spray, espero secar. Coloco máscara, luvas e munida do bombril, passo nos azulejos e vidros, onde sai uma poeira bem fina que é o calcário desprendido. No mais não uso bombril porque enferruja muito rápido por causa da maresia da praia;
O saponáceo líquido conheci na Itália e acho que no Brasil só tinha o em pedra, ou nunca tinha visto, pois não me metia com produtos de limpeza.
Não entendi: "Sacudir a toalha da mesa no chão da cozinha e depois varrer". Compra uma vassourinha mágica de mão, que você passa na mesa sem precisar sequer tirar a toalha.
São tantas diferenças... mas não é que nos adaptamos?
Feliz páscoa!!
Beijus,

Lili Detoni said...

Olá, Allan!!!! Sabe que lendo esse seu post, me toquei que quando estive na Itália (3 vezes!) meus cabelos ficaram detonados!!!! Agora eu tenho certeza de que foi por conta da água... Na última vez que estive em Firenze, tive que procurar um salão e CORTAR os cabelos! Na verdade, o que parecia BOMBRIL eram as pontas das minhas madeixas! kkkkk!
Querido amigo, na verdade, passei por aqui só para lhe desejar uma Feliz Páscoa, viu? Que vc e sua família sejam cada vez mais abençoados!
Abraço!
Lili.

Bruxa do 203 said...

Pelo menos não precisam ficar vendo as propagandas do Bombril!!!

Celia na Italia said...

Allan, meu querido!
Sempre achei exagerada a minha necessidade de bombril enquanto morava na Italia, nunca consegui entender como se fazia para limpar panelas e o fogão. Agora vejo que sou normal!
Qto ao calcáreo, ai, ai, ai, ai
Super abraço

Minha vida na Italia... said...

Oi amigo, tudo isso que vc falou eu tb senti. mas, a agua n mata a sede igual no Brasil mesmo. Pra mim aqui a melhor marca é a rocchetta, é a que chega mais proximo da nossa agua no BR. quanto ao bombril, eu achei um aqui bem semelhante ao bombril. rotolini in lana acciaio...procura no google que tem...abraçao

Sandra said...

hahahaha, nunca senti falta do Bombril, aprendi a viver sem o mil e uma utilidades, como vc citou água quente e bom produto resolve quase tudo. Já quanto ao calcário, ah esse sim me fez sofrer horrores! Principalmente por causa do cabelo, que com a água cálcaria, me faz lembrar sempre do Bombril, pois o cabelo se transforma quase em um até que vc descubra o produto adequado:-(. Voltarei aqui mais vezes! Abraços!!

Milena F. said...

Eh verdade, aqui na França tb nunca vi "bombril", e se existe, vivo há 4 anos sem ele, e as panelas agradecem!!!

A gente vai vivendo e aprendendo, no início as minhas roupas pretas (que é praticamente o que uso, exigência da empresa) saiam esbranquiçadas da maquina de lavar e com linhas brancas do ferro de passar.
Não sei se sou um ser humano melhor, mas diferente :)

Míni Josi said...

Buon giorno,
acabei de começar seu blog e já estou adorando, tem como projeto ir morar na Itália aqui a quatro anos e suas postagens estão sendo essenciais para mim.
Grazie!

Míni Josi said...

Buon giorno, acabei de conhecer seu blog e já estou adorando, tenho como projeto ir morar na Itália aqui a quatro anos, e suas postagens estão sendo essências para mim.
Grazie!

Taty said...

Ahahaha eu tambem nao me conforme com a falta de bombril, ainda bem que tem aquelas palhas de aço minusculas que ajuda um pouco. Consegui sobreviver a todos esses problemas, a unica coisa a qual eu nao consigo viver, è sem o ralinho do banheiro para poder lava-lo. Como era bom jogar uma agua em tudo e ver brilhar o chao. Arrumei uma alternativa, è sacrificante, mas fica como gosto: Aspirador de agua...hehe
:-)

Anonymous said...

oi eu também estou na Italia e ja acostumei, olha uma dica para quem vem para ca: usem vinagre e bicarbonato para dissolver o calcario, assim se economiza e nao se maltrata a natureza. Eu coloco um pouco de vinagre ou de bicarbonato no detergente para louça, faço um spray com 1/2 copo de vinagre branco, 3 colheres de detergente e acqua normal para limpar torneiras e outras superficies, coloco sempre um poco de vinagre na soluçao para lavar chao, 1 vez no mes lavo a lavadoura de roupas vazia com 1/2 garrafa de vinagre a 90 graus, sai cheiro e calcario. Nunca compri o famoso anticalcare aqui na Italia, uso sempre vinagre e bicarbonato e as vezes limao

maria luiza

Anonymous said...

Ah! o bombril ainda bem que eu sempre achei jà no inicio quando eu cheguei, a primeira vez o bombril ja com sabao, e depois aquele normal

Luiza

Nora said...

Só a gente chama uma a buchinha metálica de Bombril, né?