Tuesday, July 27, 2010

Tubarão - O grande predador

“ ‘O grande predador’. É assim que a maior parte dos tubarões é conhecida. A fama faz sentido ao levar em consideração que são realmente animais carnívoros e ajudam a equilibrar o ecossistema a partir da nobre posição que ocupam no topo da cadeia alimentar. Mas há exageros na reputação. Os tubarões são os predadores mais importantes para a manutenção do equilíbrio do ecossistema coralino, ajudando no controle populacional dos recifes. Mas não evoluíram comendo animais terrestres, como o homem. Se eles desaparecessem, o ecossistema correria o sério risco de colapsar – um caso clássico aconteceu numa comunidade ilhéu próxima a Austrália: depois de todos os tubarões pescados, o recife de coral colapsou, vítima da insustentabilidade sem o predador mais voraz.

/…/ Os tubarões são hoje um dos grupos de animais mais dizimados pelo homem. Cerca de 100 milhões deles são pescados anualmente, para atender a uma demanda crescente pela carne e barbatanas no mercado global, incluindo a indústria de cosméticos, que utiliza uma substância do fígado da espécie, o esqualeno, na produção de cremes. A crença popular propaga que o consumo de produtos derivados de tubarão pode trazer uma série de benefícios à saúde, incluindo o combate ao câncer; porém, estudos científicos já desbancaram tais mitos e adicionaram o agravante de que a carne e a barbatana do tubarão são ricas em mercúrio, um metal pesado extremamente nocivo à saúde humana. Caso o ritmo de pesca desses animais não diminua, todo o ecossistema marinho corre o risco de ser degradado irreversivelmente, contribuindo para o desaparecimento de inúmeras espécies”

Trechos do livro “Jardins Marinhos Tropicais.”

Muitas vezes nos lamentamos de que a ciência usa uma linguagem complicada demais, elitista e distanciada do nosso dia-a-dia. Pois esse livro foi escrito por dois biólogos marinhos com textos e fotografias incríveis, acessíveis a quem quer que tenha interesse pelo argumento ou simplesmente por belas fotos. O livro tem o patrocínio da Petrobrás, empresa brasileira de petróleo. Esse mesmo petróleo que tanto combatemos e que está presente na nossa vida muito mais do que imaginamos: em pneus, cosméticos, no chiclete e em muitos outros lugares além do combustível. E alguém poderia perguntar se esse hábito de patrocinar projetos importantes como este livro não seria uma maneira de “limpar a barra” da empresa. Pessoalmente, acredito em uma sociedade sem petróleo em um futuro muito breve, mas tenho certeza de que a Petrobrás estará neste futuro, pois creio que eles também apostam nessa sociedade e estão se preparando para continuar presentes. Com ou sem petróleo.

Compre o seu exemplar, para deleite próprio ou para presentear. E lembre-se de voltar aqui para me agradecer. :)

6 comments:

myra said...

este livro deve ser muito, muito bom! e vce diz tantas coisas intressantes! um abraço

Roseane, said...

Seria tão bom se a ciência usasse palavras menos complicadas não é mesmo? Mas é um exercício dificil fazer isso. Sei disso por experiência própria, falar sobre nutrição em linguagem popular as vezes não é fácil.
Bjks e boa semana!!!

Rico Savi said...

Legal! Normalmente esse tipo de livro nao recebe divulgaçao e acaba sendo bom apenas para o patrocinador, que abate o patrocinio do ir e acaba fazendo bonito com o dinheiro publico. Que venham outras açoes como esta.
abs

Andre said...

Valeu pela divulgação Allan! Muita caridade da sua parte. Concordo com a sua previsão em relação ao petróleo. Em relação a ciência, eu acredito que a longo prazo mais vale o investimento na capacitação das pessoas a entenderem a ciência e sua linguagem desde cedo, e quem sabe um dia a praticá-la corretamente, do que a simplificação da mesma para "compreensão" popular "mais tarde". Grande abraço e obrigado mais uma vez pela honra.

André

Anonymous said...

Olá!

Tenho uma proposta para seu blog que acredito ser relevante para você.

Caso haja interesse, entre em contato!


Atenciosamente,
Cristiano
contato@webreside.net

Lucia Malla said...

Allan, meu querido, q ultra-super-hiper-gentileza a sua! Estou mais vermelha que hidrante desde que soube desse seu mega-aval do nosso livro. Não tenho palavras, juro. Fico muito feliz que tenha gostado tanto do livro, que tenha conseguido captar profundamente a mensagem que a gente quis deixar nas linhas e nas entrelinhas de cada capítulo. Vc é um amor.

Obrigada de coração, amigo.

Beijão e tudo de melhor sempre pra vc!