Sunday, September 27, 2009

Penne alla norcina

Nos comentários do post abaixo, uma leitora solicitou uma receita que leva tartufo nero. Se você quiser aproveitar e não tiver o tartufo, procure funghi seco, reidrate com um pouco de água morna e substitua.

Elaine,

Se você teve a paciência de ler as minhas receitas, normalmente enroladas em uma série de palavras que pouco tem a ver com elas, deve ter descoberto que não como cogumelos de qualquer tipo. Não sou mal educado a ponto de recusar o prato se convidado por alguém, mas prefiro deixar claro antes, que não como nada que passarinho não bique. E como o prato típico umbro leva tartufo nero, bem, prefiro abdicar. Mas a receita é realmente muito simples, considerando que, como toda receita italiana, pode sofrer variações.

Penne alla norcina (porção para quatro pessoas)

Ingredientes:
500 g de penne ou pennete
1 tartufo nero
Azeite de oliva extra virgem
1 dente de alho
4/5 filés de anchova
Sal
Pimenta do reino


Limpe e lave os filés de anchovas e ponha para enxugar sobre papel toalha. Cozinhe o macarrão em abundante água salgada, mas lembre-se de deixá-lo ligeiramente cru, pois irá para a frigideira depois. Enquanto a água ferve, frite o alho (amasse o dente de alho mas não o corte) em uma frigideira grande com um pouco do azeite. Quando dourar o alho, abaixe o fogo, junte os files de anchovas e amasse-os com uma colher de pau até virar um creme de anchovas. Apague o fogo, retire o alho, adicione o tartufo em fatias finas ou picado, sal e pimenta do reino e misture bem. Escorra o macarrão, acenda o fogo da frigideira deixando-o baixo, despeje o macarrão na frigideira e faça saltar tudo para misturar por uns 2/3 minutos. Sirva e bom apetite.

Lembre-se de me convidar quando fizer um prato sem cogumelos. :)

8 comments:

Georgia said...

Lendo essa sua receita, já deu água na boca.

Aqui também temos esses encontros de carros antigos; teve uma na semana passada por aqui, mas eu estava sem a câmara e sem o celular; entao nao pude fotografar; ai tive a idéia para colocar no blog esse meu lado antigo, rs.

Te desejo uma linda semana

Anonymous said...

Caro Allan, sua frase "...não como nada que passarinho não bique" me lembrou um episódio em Pembe, Cabo Delgado, Moçambique. Em Maputo, em minha casa, plantei maracujá, fazia suco todos os dias do ano. Um amigo canadense visitava-me para tomar suco de maracujá. Ele viajou ao norte e se hospedou num hotel em Pemba, onde havia um pé de maracujá. Pediu suco e as pessoas estranharam, pois passarinho não bica aquilo, portanto, é venenoso. Ele insistiu, fez o suco, bebeu, ofereceu às pessoas do hotel e todas recusaram, no dia seguinte, como ele não morrera na véspera, todos aceitaram e aprovaram.
Indiretamente, introduzi o consumo de maracujá em Pemba.
Manoel Carlos

Luma said...

O que é que tem os cogumelos?

Uma certa mágica nesta receita - como amassar o dente de alho e não cortar? (com casca?) e como retirar o alho depois que amassou com a anchova e virou creme?

Não captou!! Beijus

maray said...

ri com esse pedaço do "não comer o que passarinho não bica"! Mas beber o que passarinho não bebe você faz, né? ;)

Elaine said...

Ciao! Allan, obrigada pela receita! Já comi com os olhos, acho que nem preciso mais fazer... Tô brincando. Olha, adoro suas receitas, confiro sempre. Continue publicando, que a gente vai copiando... Grande abraço!

Elaine said...

Allan, pode deixar, vocês já estão convidados! Aqui entre nós, eu também não sou muito fã de cogumelos não... mas o Marido adora! Abraço!

Daíza said...

Uma receita com 1 tartufo nero? Inteiro? Briatore quando era rico?Ainda bem que eu detesto tartufos por causa daquele cheiro de gás... rsrsrs mas amo todos os outros cogumelos, nham! Abraço

Lunna said...

Eu também não gosto de cogumelos, sei lá, não experimentei, mas simplesmente não me agrada. rs
As suas receitas sempre me lembram aquelas conversas ao pé do fogão, sabe? rs
Beijos