Tuesday, July 05, 2005

Glossário, G-M

Caros e Caras,
Paz e saúde!

As férias vão bem, obrigado. Acabo de bater meu recorde de não fazer nada. Começo a ficar cansado disso. Acho que vou tirar uma soneca pra descansar. Mas, antes, outra parte do enfadonho glossário que o meu pc está criando. E lembre-se de que o suicídio é contra todas as leis existentes.


• Grana Padano – tipo de queijo (parmesão, com um mínimo de um ano de maturação) produzido na Pianura Padana, planície que circunda o Rio Po, no Centro-norte da Itália. É o meu preferido. Servido como anti pasto ou ao final da refeição. No meu caso, antes e depois.

• Gelato – sorvete. Consome-se inclusive no inverno. Os napolitanos são craques no assunto. Sorte nossa ter o melhor sorveteiro napolitano morando na cidade.

• H C – sigla para o inglês Hot, Cold, que se encontra nas diferentes torneiras. Todas as torneiras internas tem água quente ou fria, enquanto as externas devem ser fechadas no registro durante o inverno. Por uma convenção linguística, a “C” designa a água quente: C de Caldo (quente, em italiano). O H? Bo…!

• Inglese – uma língua que todo italiano gostaria de falar.

• Juventus – diz-se iuventus. A grande dama do futebol europeu. É o time com o maior número de títulos. Não, eu não sou torcedor da Juve.

• Kaiser – tipo de pêra que se assa no forno por duas horas a 180 ºC e se transforma numa delicada e saborosíssima sobremesa.

• Lavattivo – diz-se do sujeito que finge trabalhar. Casta predominante entre os operários DOC.

• Lippi, Marcelo – atual treinador da seleção italiana de futebol. Cada seleção tem o Parreira que merece.

• Machina – carro.

• Marrochino – natural do Marrocos.

• Marrochino – tipo de tratamento pejorativo reservado aos italianos naturais do sul, em referência a invasão árabe na Sicília.

• Mediaset – rede nacional de Tv com três canais (Rete 4, Canale 5 e Itália 1) pertencente a Silvio Berlusconi.

• Mediolanum – banco. Adivinhem a quem pertence?

• Milan – timinho simpático. Não só pelos brasileiros que nele jogam, mas também pelo rubro-negro adotado no uniforme. Vocês teriam dificuldade em saber quem é o proprietário. Ou não?

• Mondadori – Casa editora. Idem.

• Montanaro – habitante de montanha. Diz-se que são ignorantes, desconfiados e mãos de vaca. Ao que retrucam serem calados, reservados e econômicos. A verdade é que nunca saem para comer pizza com a gente: preferem fazer em casa. É mais barato…

• Morandi, Gianni – contemporâneo do Celentano. É o autor daquela música: “era um garoto/que como eu/amava os Beatles e os Rolling Stones…” Vale só por essa menção.

Se você não agüenta mais essa lenga-lenga, vá conhecendo os blogs linkados do lado direito. Tenho certeza de você vai se divertir.

Ciao.

4 comments:

Viva said...

Allan, suas definições estão impagáveis. Vou repassá-las à minha mãe que vai à Itália em novembro.

Patty said...

Lavativo (com dois t até que parece um lavativo ativo... ;)), Marcello Lippi, macchina, marocchino.
Sou italiana e gosto muito de ler o seu blog. Sonhando com o oposto: uma italiana escrevendo Carta do Brasil...

Tutt'ok said...

Allan, aqui em Milão o marocchino tem também outro significado: um mini cappuccino, com café expresso, um pouco de espuma de leite e chocolate. Você sabe que o cappuccino depois das refeições é sacrilégio para os italianos. Mas o marocchino é permitido. Eu adoro.
Bom prosseguimento de férias!
Simone.

Manoel Carlos said...

Montanaro é quem mora nas Alterosas? Já ouvi falar :)