Saturday, September 25, 2004

Molho de manjericão

Caros e Caras,
Paz e saúde!

Doure um pouco de cebola bem batida em uma frigideira com azeite de oliva, mexendo sempre. Adicione um pouco de alho, também batido (ou socado). Pimenta do reino e uma pitada de louro em pó. Mas só uma pitada. Quando estiver tudo bem frito, junte um pouco d’água, abaixe o fogo e cubra por alguns minutos. Apague o fogo, adicione um bom punhado de folhas de manjericão e bata tudo no liqüidificador. Sal. Se necessário, corrija com um pouco mais de água, até formar um molho denso. Umas gotas de limão.

Use esse molho para acompanhar carnes grelhadas. Como o verão não chegou e o frio ainda pode incomodar, faça bifes de contra-filé ou picanha na chapa, dentro de casa. Batata cozida ou arroz branco, além de uma salada com muita folha. O vinho? Invente!

Sem sobremesa, só café.

Ciao.

****************

POST SCRIPTUM

Se você caiu neste post procurando a receita do PESTO, o tradicional molho de manjericão italiano, clique aqui.

10 comments:

Senhor Cafeteira said...

Carne de boi? Tecido conjuntivo necrosado de mamífero? Obrigado, mas dispenso :)

Anonymous said...

Oi Allan, vou provar,
Bom fim de domingo
Meire
http://pensamentosepoesias.blog.tiscali.it/

Manoel Carlos said...

Os italianos conseguiram pegar o macarrão da China, o tomate das Américas e criaram a a macarronada; não produzem, mas preparam e servem o melhor café.
Não sei se por ignorância, não gosto do azeite italiano. Prefiro grego, espanhol e português.
A receita, o preparo, tudo bem, já as quantidades... :)

Anonymous said...

Esse faço não. Não como carne!
Pode deixar Angela. Ë que estou como "angelaescritora". Mas, como meu nome de casada é Lemos, e o artístico é Carneiro, só Angela tá pra lá de bom!

Anonymous said...

Oi Allan, e o molho, posso elogiar? Você é ótimo, camarada!
Reginaldo Siqueira mblog.com/singrando

Mineiras, Uai! said...
This comment has been removed by a blog administrator.
Mineiras, Uai! said...

Oi Allan, estava com saudades de suas receitas. Aqui em casa todo mundo aaaaaaaaaamaa manjericão, cê acredita que nasceu um pé grandão na jardineira da copa (detalhe que é uma coisa mínima esta jardineira, e que moramos em apartamento... coisas de mamãe do dedo-verde). Vou experimentar o molho sim, que é servido frio mesmo, né?
Ah! Corrigindo, o papai (Cláudio Costa, do Prás Cabeças) não é psicólogo, mas PSIQUIATRA, o que tem uma grande diferença, né? Já que você pediu prá te avisar, esqueceu de citar as "Mineiras Uai" no seu texto... hehehe
Sobre o tempo aqui em Minas? Quente "pácaramba"... 29 graus 19:30 da noite, cê imagina de dia? 35, 36, por aí... isto pq é primavera! Vai entender!
Abçs
Ana Letícia
http://mineirasuai.blogspot.com

Milton said...

É incrivel. A Claudia jura que não lê teu blog (já o indiquei a ela duas vezes), mas bastou aparecer uma receitinha para que ela me mandasse um e-mail em horário de trabalho: "o Carta da Itália te citou". Como ela descobriu a receita eu não sei mesmo! Deves ter-lhe mandado um e-mail, né? Bom, falando sério: muito obrigado mas não sou grande em nada, tenho 1,71m, 72 Kg e creio que o resto seja proporcional (menor não,
menor não!) Grande abraço, amigo.

cadê o ralo said...

Oi Allan! Vou provar ainda nesta semana. Se nao como a sobremesa parece que esta' faltando alguma coisa... Alias, eu como pensando na sobremesa. Azar das gordurinhas!
Abraçao

Figueredo said...

Bati no blog procurando por um molho que levasse manjericão para carne. Fiz sem a folha de louro (não tinha em casa) e mesmo assim ficou ótimo!