Sunday, June 12, 2016

A Europa não é a Europa


Uma nova insatisfação vem ocupando as mídias sociais e alguns blogues nesses dias. São pessoas que desejam vir morar na Europa e pedem dicas e sugestões para quem já está aqui. Em troca, recebem conselhos negativos sobre a vida de expatriado.

Você está pensando em vir morar fora? Venha. Não importa se vai quebrar a cara e voltar ou se dar bem e começar uma nova vida: se não vier, não vai saber nunca. Informe-se sobre a burocracia para evitar ser barrado na alfândega, aprenda pelo menos o básico da língua local com antecedência, anote os conselhos bons e ruins e tenha a certeza de que a experiência dos outros conta pouco, o importante é viver você mesmo.

Notei que quem já mora fora, tem o hábito de achar que todo brasileiro é ingênuo e “não sabe o que está deixando pra trás”. Sim, a imagem que fazemos de um lugar que não conhecemos é diferente da realidade, mas é o tipo de coisa que só muda com a experiência. É óbvio que ninguém acredita que todos os europeus são cultos, educados, corteses e honestos. Diz um ditado italiano: “a mãe dos imbecis está sempre grávida”, ou seja, você vai encontrar gente estúpida, ignorante, mal educada, arrogante em qualquer lugar do mundo. Assim como pessoas cordiais, inteligentes, gentis...

Em algumas situações iremos nos surpreender. Como caminhar pela suja Paris, ou lembrar para sempre do mau cheiro do metrô local, proveniente de alguns parisienses. Noutras vezes ficamos indignados, como quando algum criminoso VIP italiano consegue obter prisão domiciliar por ser considerado “incompatível com a vida da prisão”(!!!), ou a curiosidade mórbida que faz o italiano médio acompanhar os crimes de sangue por anos a fio. Temos, antes de tudo, que aprender a nos adaptarmos: Em Londres a maioria dos banheiros (a esmagadora maioria) e pias de cozinha tem duas torneiras separadas, uma de água quente e outra de água fria. Lavar a louça ou as mãos com água fervendo ou gelada. Escolha.A Suíça seria neutra e um lugar muito civilizado? Muitos europeus veem os suíços como os caipiras da Europa. Além disso, é preciso recordar que o país aceitou depositar nos próprios bancos o ouro roubado dos judeus na Segunda Guerra, numa lavagem de dinheiro consciente e lucrativa. E isso tem nome: crime de guerra. Claro que existe o lado bom, mas pouca gente espera encontrar cenas de terceiro mundo na Europa.

Enfim, um mundo de gente e hábitos diferentes. Mas é isso que você quer, não? Outra coisa: saiba que, assim como a sua visão sobre a Europa não corresponde à realidade, a deles sobre nós, também não. Para a maioria o Brasil é um país em algum lugar do litoral sul americano, onde todos somos mulatos e andamos semi nús, sempre disponíveis ao sexo e ao futebol. Samba de manhã à noite, sorrisos abertos e nenhum motivo para o mau humor. Mas não maltrate seu fígado ficando com raiva; aproveite para viver a sua nova aventura e não perca tempo tentando mudar o que não depende de você.

No final da viagem a bagagem vai estar cheia de experiências novas, grandes amizades e nenhuma ingenuidade. E se você for uma pessoa aberta, terá se transformado em cidadão do mundo.


--------------------------

PS - pensando em vir para a Itália e gostaria de dicas? Tem algumas no meu livro "Carta da Itália - um passeio pelo dia a dia italiano".
Compre em versão impressa ou para baixar clicando AQUI

3 comments:

D. Rangel said...

Meu comentário sumiu. ..

Claudio Costa said...

Nada como escutar um expert como vc, que tem vivência e aprendeu! Sempre recordamos aqui, Amela, Ana e eu, a calorosa acolhida que vc e família nos proporcionaram...

Alessandra Felix said...

Adorei seu texto. Muito coerente.