Sunday, June 08, 2014

II lavagem do Carta da Itália



No dia 5 de Junho este blog completou 10 anos. Para festejar, republico o primeiro post, daquele distante e ameno domingo da primavera de 2004.

As baianas trouxeram a água de cheiro, a cerveja tá gelada e a carne de sol foi pra grelha.

AXÉ!

***

Quatro anos

Caros e Caras,
Paz e saúde!

Lá se foram quatro anos de Itália; às vezes parecem dez, às vezes um mês.
Quando alguém decide ir morar em outro país, acaba promovendo as inevitáveis comparações. Depois de certa idade, quando as descobertas escarceiam e as novidades são como revival de um filme antigo, o melhor modo de avaliar o novo é compará-lo ao velho. Podem surgir sentimentos controversos, como a euforia pela novidade e a saudade pelo que ficou, mas, aos poucos, a gente se habitua. Porém, não se consegue evitar as permanentes comparações. Prometo não ser a exceção.

Neste período procurei manter-me informado e conhecer de modo mais intenso os hábitos e costumes italianos. Diversas notícias publicadas nos jornais demonstram traços de uma cultura latina que nos une, mas as gafes e equívocos (como chamar o iatista Robert Scheidt de alemão, entre tantas outras) me permitiram intuir a pouca seriedade com que somos tratados, apesar de uma bizarra relação de amor e ódio entre os dois países.

Muitas vezes tenho a impressão de que as pessoas na Itália irão começar a falar português, tamanha pode ser a semelhança com o nosso país. Futebol, escândalos políticos, excesso de impostos, tudo, mas tudo aquilo a que estamos habituados a reclamar no nosso endividado país pode ser revivido aqui, no Bel Paese de Dante. Contudo, a precisão no ato de informar não é uma das qualidades italianas.

Uma coisa, porém, precisa ser reconhecida: os políticos daqui não tem vergonha de serem políticos, de possuírem casa nas Bermudas, de serem empresários de sucesso e nem escondem o fato de serem milionários. A diferença é que aqui eles (e só eles) se levam a sério.

A comparação agora é sua.

Ciao.

 .

17 comments:

author casulo-online said...

Isso que 4 anos não é muito, você já tinha assimilado meio mundo por aí, imagine agora...

Inevitavelmente sempre comparei a Itália com o Brasil, em quase tudo! Mas há de se esquecer os estereótipos/rótulos, porque cada lugar é único, e cada experiência também.

Não sente vontade de voltar?

Biajoni said...

10 anos! :)

Anonymous said...

tio,

parabéns, tio
tem guaraná?

pedro luis

Mauro M said...

Parabéns a você, Allan e ao blog. Que continue !

myra said...

escrevi umas palavras, mas ja nao da para repetir...parece que o comment desapareceu...pena eute dizia coisas reais e boas, abrao enorme

Lúcia Soares said...

Sempre soube dessas semelhanças "para o mal", que temos com a Itália, pois tenho um dia que mora aí há quase 50 anos. E que ainda chora todos os dias de saudades do Brasil. Nem sempre a vida é um mar de rosas, mesmo na Europa, tão sonhada por tantos.
Uau! Um blog com 10 anos realmente atesta uma vontade de escrever, pois nada mais somos do que pequenos escritores. Você, grande, pois já publicou um livro.
Muitos anos mais de prazer em ter seu blog, Allan.
Abraços.

Lúcia Soares said...

Nossa! Quis dizer: "tenho um tio que mora aí..." Affff...Não perco o hábito de não revisar antes de publicar! rs

Anonymous said...

Interessante você usar a palavra habituado.
Paulo Freyre diferencia adaptação de integração, acho que depois de uma década e meia, com as filhas integradas, você está mais do que adaptado e certamente não pensa em voltar, até porque, como diz Paulinho da Viola, "voltar quase sempre é partir para um outro lugar".
Manoel Carlos

Claudio Costa said...

Carta da Itália foi um dos primeiros blogs que conheci. Trouxe-me boa leitura e, principalmente, grande amizade: Allan, Eloá e meninas!!!!

Thais Miguele said...

Adivinha qual é o livro que estou lendo atualmente? Comprei a versão física, porque apesar de gostar de ler no computador, gosto mais ainda de ler na rua, nos cafés… Estou adorando, e até pensando em escrever o meu.

Sobre a novidade deu estar "definitivamente" no Brasil, acho que vou fazer um post explicativo a respeito, porque mais gente do que eu imaginava ficou espantada.

Abraços.

Sissym Mascarenhas said...



Allan, pensar em 10 anos até assusta pois o tempo voa sem percebermos. Os meus já estão indo para 6 anos tambem!

O bom de tudo isso é que fizemos estes amigos tão queridos.

Sabe por que vim aqui hoje? Ando cansada demais, sem tempo para meu lazer que tanto gosto, ler, compartilhar, responder, etc... Só que morro de saudades de algumas pessoas já muito queridas e voce é um deles! Queria apenas dizer OI TUDO BEM? E encontrei um aniversario e suas recordações!

Allan, parabens! Deus o abençoe e que continuemos aqui trocando nossas vivencias.

BEIJOS

Denise Rangel said...

Allan, parabéns pelos dez anos! Depois de um tempo, blogar torna-se uma necessidade, uma paixão. Espero ler tuas cartas por outros dez anos.
Abraço, garoto

Léia Silva said...

Bom dia Allan!
Parabéns pelos dez anos do blog!
O teu primeiro post é muito atual.
Te desejo uma ótima semana.
Bjim
Léia

Cristiano said...

O povo italiano sempre pareceu-me divertidos.

Bah said...

Que delícia! Meus parabéns! Vida longa para o blog!
Eu não tenho mais o meu primeiro post, mas guardo muitas lembranças da época que comecei a blogar.

K!

Luma Rosa said...

Wow!! Parabéns!!
Eu conheci seu blogue, ainda não tinha o "Luz" e escrevia no "Nós por Nós", antigo "Ex-Elas por elas", anterior "Elas por Elas". Você se lembra disso? Eu fiz "estágio" em 3 blogues antes de chegar ao "Luz" que só completa 10 anos em Janeiro de 2015 e penso nas pessoas que passaram pela blogosfera, que deixaram saudades. Penso também na possibilidade das pessoas que agora estão, daqui um tempo não mais ter notícias delas... Parece que as pessoas passam, assim como as coisas também passam. Esse lance de Itália/Brasil é namoro de longa data que faz as pessoas ficarem parecidas... Que coisa estranha esse lance de tempo - Parece que foi ontem - e não foi?
:)
Beijus,

Bruxa do 203 said...

Parabéns pelos 10 anos de blog! Obrigada por todas as dicas e informações.

Acho que cheguei aqui há uns 2 anos, mas antes tarde do que nunca.

Não sei se é pior os políticos mostrarem tudo o que têm ou se é se fazerem de simples e humildes. Acho que é tudo a mesma coisa!!!!!