Sunday, July 28, 2013

Dicas sobre o verão na Itália

Se você chegou nesse blog agora e ainda não leu as dicas que dei em outras ocasiões (AQUI, AQUI e AQUI, por exemplo), aqui vão algumas informações que podem amenizar a sua viagem na terra da pizza durante o período de verão.

- A primeira coisa a localizar em uma cidade italiana nesse período é o supermercado. Compre a água lá (se o supermercado estiver vazio) e você economizará uma fortuna.

*** 

- Se você mora por aqui ou alugou um apartamento para a temporada, compre frutas e verduras todos os dias, em pequenas quantidades e tenha sempre produtos frescos. O pêssego ainda duro de hoje estará mofado depois de amanhã.

 *** 

- Não dê comida aos pombos nem compre de camelôs. A multa pode sair mais cara que a passagem de avião.

 *** 

- Se for conhecer a ilha de Capri, não leve tamancos, que são proibidos por lá. Informe-se antes e descubra outras bizzarrices das cidades italianas.

*** 

- Veneza é uma cidade que deve ser visitada, mas na época certa. Só turista estrangeiro visita Veneza durante o verão. A cidade vira uma sauna (“Veneza é úmida?”) e é muito difícil não se perder. Durante o verão, Veneza fede.

 *** 

- Se você caiu na armadilha de visitar Veneza durante o verão, não alugue um carro; Veneza se conhece a pé ou de vaporetto (o transporte de barco). Ao pegar um vaporetto, não brigue para ser o primeiro a entrar para escolher o lugar da janela. Os últimos a entrar ficam fora, no convés; os primeiros vão sufocar no calor e descobrir que não dá pra sair.

*** 

- Quando viajar de trem, lembre-se sempre de convalidar o bilhete antes de entrar no trem. Se for andar de ônibus, a regra é a mesma. Caso esqueça, tente conversar com o fiscal (capotreno) para que ele convalide o bilhete e te libere de pagar os cinquenta euros de multa (se pagar diretamente a ele, ou cem euros até quinze dias da notificação, ou duzentos, depois). Nas estações ferroviárias existem as máquinas para convalidar que podem ser de diferentes modelos e cores. Essa aqui é a mais tradicional; essa outra é o modelo mais recente; nessa é possível comprar e já convalidar o bilhete; dentro do ônibus tem tem essa.

*** 

- E se por acaso você não encontrar nenhuma máquina para convalidar o bilhete (macchine obliteratrici) funcionando, tire uma foto com o seu celular e mostre ao fiscal.

*** 

- Viajando de carro? Veja como pagar o pedágio na Itália neste vídeo.

*** 

- 20 gramas de cravo-da-India em meio litro de álcool por 5/6 dias. Coe e adicione 100 ml de óleo de amêndoa (ou óleo para bebê). Agite bem e use no corpo como repelente. Os pernilongos italianos vão detestar.
.

19 comments:

Carolina (Bichinha na Italia) said...

Amei o post Allan...
Pois a maioria dos turistas desconhecem essas pequenas regrinhas italianas.
:)
Bom domingao p vc e pra familia.

Celia na Italia said...

Verão, pelo menos em Milão era muito quente e úmido, sem falar nos "detestáveis" pernilongos que nos acompanhavam onde quer que fossemos ;)
Mesmo assim, tem suas maravilhas, o transito é tranquilo e o sorvete não tem igual!
Aproveite!!!!!!

Roseane Viana said...

Excelente dicas Alan!

myra said...

sim Allam sei disto tudo qdo estive la, mas suportaria tudo isto se pudesse estar la outra vez,abraco bem gde!

myra said...

Sim Allan e assim mesmo, aprendi tudo isto qdo la estive...feliz, suportaria tudo outra vez se la pudesse voltar!!!
abraco enorme

Bah said...

Uau! É um guia completo pra não passar aperto na Itália! Adorei. Realmente, o que me disseram sobre Veneza faz mais sentido rs... fede mesmo.

Kisu!

Léia Silva said...

Oi Allan
Adorei o teu post, pois mesmo morando aqui há 5 anos ainda não sabia de algumas coisas.
Adorei a receita do repelente, pois estava em Milão e fiquei terrivelmente empipocada! Eram 200 pernilongos por metro quadrado:(
Léia

Bah said...

Li isso e lembrei de vc, tem conhecimento?

http://www.ovelhasvoadoras.com.br/2013/07/conheca-os-cullatoris.html

Kisu!

Thais Miguele said...

Carta da Itália = utilidade pública.

ERICA RITACCO said...

Olá Allan, quanto tempo!

É sempre bom navegar por teu blog. Fiquei curiosa: por que não é possível levar tamanco para Capri?

Um abraço

Claudinha ੴ said...

Olá Allan, grandes dicas!
Um dia quero conhecer a Itália e certamente me lembrarei destes cuidados. São pequenas coisas, que a gente nem imagina, que podem dar dores de cabeça!
Valeu!

Anonymous said...

tio,
eu gosto de água de barraquinha de camelô, tio. depois, eu pulo a catraca.

pedro luis

Teresinha said...

Boas dicas.
Eu que o diga de não conhecer Veneza no verão (rs). Que calor!!! Apesar da delícia de andar a pé e pegar o vaporeto.
Demais!!!
Bons fluidos!

Vincenzo said...

boas dicas Allan...
sobre tamanco a gente não pode levar porque faz muito barulho no calçadão de pedra... :) pode incomodar os residentes... Capri é uma cidade pequena... digamos microscópica !
V.

Inaie said...

Adorei as dicas. Todas as vezes que fui a Veneza, evitei o verão. E AMEI!

Dayanne Guerra said...

Allan, totalmente improvável as pequenas coisas que fazem toda a diferença, não é mesmo? Obrigada pela generosidade : )

Bruxa do 203 said...

Ou seja, verão é um inferno em qualquer lugar. rs

Essa do tamanco, tenho que pesquisar. Adorei as informações!

O único Vaporetto que já ouvi falar é aquele "aspirador de pó", que desinformada!

Elvira said...

Também fiquei curiosa com a história do tamanco.

Bjs.
Elvira

Sandra said...

Fui a Veneza no outono e o clima estava ótimo, no verão jamais iria :-). E verão na Itália, só se for em uma cidade praiana e olhe lá! Detesto calor :p