Wednesday, July 24, 2013

Al Bano e Romina Power juntos de novo

A série “Trilha sonora italiana” nem sempre reflete meu gosto musical. A intenção é transmitir aos leitores ou visitantes do blog o que faz (ou fez) sucesso na Itália; o que toca nas rádios. Alguns posts são respostas a quem me escreve ou deixa comentários pedindo informações sobre algum artista, que pode concidir com o meu gosto. O post de hoje é dedicado à nossa querida ouvinte Romina, que nos prestigia diretamente da Inglaterra. Obrigado pela audiência, Romina.

Albano Carrisi é filho de agricultores de uma cadezinha na Puglia, sul da Itália. Aos dezessete anos caiu na estrada e foi virar cantor em Milão. Operário, garçom e cantor. O sucesso chegou aos 24 anos. Aos 27 se casou com Romina Power, filha de Tyrone Power e Linda Christian, nascida em Los Angeles. Juntos, Al Bano e Romina Power formaram a dupla de maior sucesso da música italiana, com um estilo popular.

O casal teve quatro filhos e um casamento que durou 29 anos. Em 1994 a filha Ylenia – então com 24 anos – desapareceu misteriosamente em New Orleans. O desgaste pela tragédia acelerou o fim da parceria e do casamento, em 1996. Divorciaram-se em 1999. Separados, Al Bano continuou sua carreira de sucessos, enquanto Romina preferiu uma vida mais discreta e acabou voltando para os Estados Unidos.

Depois de 18 anos da última apresentação juntos, Al Bano e Romina Power voltarão a dividir o mesmo palco, mas não é um retorno à dupla, esclarecem ambos. Para comemorar os 70 anos de Al Bano, o artista foi convidado a se apresentar com amigos no Crocus Hall, de Moscou, onde o cantor é tido como uma celebridade. Os organizadores do evento conseguiram o que muitos acreditavam impossível: fazer Al Bano e Romina Power cantarem, mais uma vez, alguns dos grandes sucessos da dupla. “Ele é o pai dos meus filhos. É importante esquecer velhos rancores”, declarou Romina. Voltará a felicidade?


10 comments:

Thais Miguele said...

A história de amor parecia tão perfeita. Que dó ter acabado.

Sandra said...

Gostei da dupla. Pena que a filha desaparecida não foi encontrada :-(. Que triste viver nesta angústia...
Ah, quando menina nas rádios AM de São Paulo que meu pai escutava, vira e mexe tocava Pepino de Capri e Charles Aznavour. Pepino de Capri ainda se apresenta ai na Itália? Ele deve estar bem "velhinho". Abs!!

Claudinha ੴ said...

Ela tem os olhos do pai... Veja como a magia da música é verdadeira, faz o casal passar por cima de seus rancores e voltar a brihar!
:)

Misturação - Ana Karla said...

Allan, que história curiosa.
Pena foi ter acabado o casamento, porém penso que a vida é assim...
A música aqui é linda.
Xeros

myra said...

gosto das musicas, e que tragedia e tristeza a filha desaparecida! isto eu nao sabia:(
abraco

Bah said...

Olá Allan! Só consegui passar aqui agora. Muito obrigada pela dedicatória rs. Eu já tinha um nome antes de nascer, mas acontece que minha mãe conheceu a música deles e se apaixonou por esse nome. Eu nem achava que tinha uma história nesse meio. Aliás, sabia apenas da parceria com o ALbano, mas não que eles tinham uma filha desaparecida.

Kisu!

Elvira said...

Eu me lembro quando a filha deles desapareceu. Foi um golpe muito duro.

Romina Power se afastou da mídia mas o Al Bano... Na tv só dava ele e a Lecciso. hahaha

Bjs.
Elvira

Mari said...

Olá,Allan..Grata..... Foi aqui que conheci o casal e depois de ver todos os vídeos deles no youtube, e baixar todas as músicas..tive a felicidade de vê-los cantando juntos em Moscow(2013 e agora em 2014).Albano e Romina-Atlantic City 24 Aprile 2014.....
Vejo e revejo os videos.. o último é encantador.. dançam juntos.. mostrando que superaram, os contratempos de uma separação difícil... Lindo demais ver que ainda existe a magia quando cantam juntos..

jorge alberto Roeper said...

sempre fui um grande fã dessa maravilhosa dupla. me embriagava pela estontante beleza de romina e um olhar inigualável. um olhar puro que contagiava tanto ao olhar para as câmaras ou ao publico como o olhar de ternura ao marido. alem disso a voz perfeita e afinada que cantava maravilhosamente mostrando somente o talento sem apelos do corpo ou apelos sexuais como outras por ai.(principalmente num brasil de agora)

Anonymous said...

É uma história muito emocionante mesmo a dessa dupla. Fico muito triste por causa do desaparecimento da filha deles, da angústia que vivem até hoje em decorrencia disso, apesar de terem retomado suas vidas. Mas sabe dizer quantas vezes eles se apresentaram no Brasil? Acho que a sua música não é muito conhecida por aqui, uma pena pois eles são ótimos, e Romina é belíssima!