Tuesday, November 06, 2012

“Acabou Chorare e um monte de quarentões que você ainda ouve”

O excelente Milton Ribeiro escreveu uma matéria para o jornal Sul21 comentando a eleição dos 100 maiores discos brasileiros pela revista Rolling Stone, em 2007. O resultado foi que Acabou Chorare, dos Novos Baianos, foi eleito – pela revista – como o melhor disco brasileiro de todos os tempos.

Mas o Milton não ficou satisfeito e foi buscar os sucessos da época. Se você tem mais de 40, presenciou muitas das músicas do baú do Milton. Se você tem menos de 40, saiba que parte da trilha sonora da sua vida são discos quarentões. São sucessos brasileiros e internacionais que ainda tocam nas rádios, apesar de eu preferir que alguns deles tivessem ficado por lá, em 1972. O Milton, aliás, tem também um blog sobre música erudita: PQP Bach. Confira.

Achou que eu iria esquecer de colocar o link da matéria? Ainda não caduquei. Clique AQUI e relembre com “Acabou Chorare e um monte de quarentões que você ainda ouve”.

.

6 comments:

Anonymous said...

Há dois tipos de música (este meu achismo vale para todas manifestações artíticas) que me agradam: aquelas que me impactam quando as ouço pela primeira vez e aquelas que não canso de ouvir.

Eu tenho dificuldade de escolher o melhor isto e o melhor aquilo. Não consigo "comparar" um músico (ou um escritor etc.) com outro.
Claro que tenho minhas preferências que são frutos de escolhas, portanto de comparações.
Contudo não são comparações no sentido de estabelecer características e avaliá-las uma a uma pontuando-as para saber quem recebe a nota maior.
Para mim, cada artista é único em sua manifestação e se não for, não passa de cópia sem valor.

Se obrigado a fazer uma lista, certamente para incluir entre os melhores discos eu tentaria selecionar aqueles que me impactaram e que também não canso de ouvir.
E cada dia que fosse listar, provavelmente me lembraria de discos diferentes. Agora me lembro de três: o do Quarteto Novo, o de estréia do Quinteto Violado (com o cavalo na capa) e Cantiga de Longe de Edu Lobo.

Manoel Carlos

Georgia Aegerter said...

Allan, difícil escolher o melhor, no meu conceito existem muitos.

Interessante os links, rs.

Abracos

Sissym said...

Isso que dá eu ser tão novinha: Não conheço o disco indicado!


Bjs

myra said...

meu querido amigo Allan, eu adoro!!!
bjos

Anonymous said...

...tchu tchu, tchu tchuru tchu

pedroluis

Inaie said...

vou ler, apesar de eu passar para a turma dos "mais de 40" só na semana que vem. Até lá, estou bem em cima da linha!