Saturday, February 24, 2007

Grandes Mistérios do Universo

Aos que lêem este blog e vivem na Itália, gostaria de fazer umas perguntinhas. Se preferir não se identificar, comente como anônimo. Caso queira manter a privacidade das suas respostas, pode mandar-me um e-mail ao allanrpj@gmail.com:

1) Por que você decidiu vir morar fora?

2) Que tipo de dificuldades ou de facilidades você enfrentou para arranjar casa?

3) Você precisou mudar de profissão para se adaptar? O que precisou fazer?

4) Qual foi o maior impacto positivo dessa mudança?

5) E o negativo?

Grazie.

.

18 comments:

Roberta de Felippe said...

Meu amigo, que tal me enviar uma cópia das respostas que receber? Hahaha... Há 3 anos estou enrolando para ir pra itália exatamente porque tenho medo de tais respostas. Sim, sou uma medrosa assumida. Mas sei que, prima o poi, acabarei indo. (era para ser esse ano mesmo, quem sabe ainda será) Beijos!

OBS: Quanto ao seu comentário lá no Alma: não, o texto não tinha um "alvo", mesmo assim acabou acertando em cheio algumas pessoas.

=)

Anonymous said...

Caro Allan,

Esta é a primeira vez que faço um comentário no seu blog, o qual, por sinal, é dos mais inteligentes, interessantes e divertidos que conheço na internet. Como cidadão brasileiro e italiano, tenho pesquisado e pensado bastante em viver na Itália ou na Europa por algum tempo. Aos 36 anos de idade às vezes fico pensando se o momento de tentar essas coisas já não teria passado, pois, certamente teria de encarar algumas das coisas que você pergunta na sua enquete. Ao mesmo tempo, a idéia de vivenciar um mundo um pouco diferente desse nosso às vezes cansativo Brasil me atrai bastante. Soma-se a isso a possibilidade de fazer um Doutorado na Itália e também o lado sentimental de volta às origens.

Agradeço a você pela existência do seu blog, sua leitura é muito útil. A exemplo do pedido da outra comentarista, também ficaria grato se futuramente publicasse o resultado da sua enquete.

Siga em frente, seu blog é muito interessante!

Um abraço,

Cláudio
Brasília

denise said...

Também gostaria de saber o resultado, Allan.
abraço, garoto

Paulo Nunes Jr said...

Nome: Paulo Nunes Jr.
www.foradoarmario.blogspot.com

1) Por que você decidiu vir morar fora? Conheci meu atual companheiro no Brasil e decidimos a um certo momento do nosso relacionamento de morarmos juntos aqui.


2) Que tipo de dificuldades ou de facilidades você enfrentou para arranjar casa?

Nenhuma dificuldade, pois ele aqui já tinha casa.

3) Você precisou mudar de profissão para se adaptar? O que precisou fazer?
Não precisei, felizmente. Mas ao mesmo tempo nao tenho mais um emprego fixo, com o mesmo status e cargo, inclusive com a remuneração que tinha no Brasil. Sim, muitos não acreditam mas aqui na Itália eu nao ganharia a mesma coisa nos empregos tradicionais de muitos imigrantes(construcao civil, operario, garçom, etc). Ganhava mais no Brasil como Engenheiro de Software(Gerente de Projetos) que aqui nessas profissões acima.

4) Qual foi o maior impacto positivo dessa mudança?
Encontrar um super companheiro e construir nossa familha. Nao me arrependo e estou muito feliz. :-)

5) E o negativo?

As adaptacoes às diferencas culturais, as frustrações e perceber a realidade de um país e de uma gente que não chega nem perto da idéia que muitos de nós brasileiros fazemos quando estamos no Brasil. Não que eu tinha essa ilusão de viver no exterior. Já tinha conhecido antes de morar e nunca me deslumbrei com isso, mas de qualquer forma sempre é muito diferente visitar e morar em um lugar.

Leila Silva said...

Interessante a sua pesquisa, depois venho ver se alguém mais respondeu.
abraços

Meire said...

Oi Allan, tudo bom? Faz tempo q nao comento, entao vam,os ao q vc pede.
1) Por que você decidiu vir morar fora?
Amor, conheci meu marido e larguei tudo para viver na Italia com ele.

2) Que tipo de dificuldades ou de facilidades você enfrentou para arranjar casa?
Nenhuma ele ja tinha

3) Você precisou mudar de profissão para se adaptar? O que precisou fazer?
Precisei, passei a trabalhar na empresa dele.

4) Qual foi o maior impacto positivo dessa mudança?
a familia dele que me recebeu de braços abertos.

5) E o negativo?
Saber que em provincia sabe-se muito pouco de nosso pais.

Respondido?
Bjs

Cláudia said...

Enviei minhas respostas por e-mail, ok?? Abraços!!

D. Afonso XX, o Chato said...

Caro,

Saiu a entrevista;

http://www.blogdoplaneta.globolog.com.br/

abs

Denise said...

Allan, como eu nao posso comentar esse post, vou comentar o meu...

O unico homem que me fez uma pergunta foi o Adriano que queria saber em qual pe' eu come;o a calcar as meias, pode??? voce nao tem uma perguntinha melhor, nao??

E voce viu que eu perguntei se voce usa desodorante num post de uns dias atras??? hehehehe... voce e alguns blogueiros nao sao publico alvo d eporcarias como Axe :-)

Bjs pra voce e Eloa'!

madureira said...

eu adoro esse blog, já falei, né?

Georgia said...

Oi Allan, que pena que é só para quem vive na Itália. Mas gostei dos comentários.

Um grande abraco

Claudia Chow said...

Pode responder alguem q já morou na Iália? :)
1) Eu decidi pq achei q era a hora de ir pra outro país, conhecer, ver coisas novas, pessoas novas...
2)Foi teoricamente tranquilo, nao encontrei maiores dificuldades, talvez tenha sido mais sossegado pq estava numa cidade universitaria?
3)Huuummm... Eu fui pra estudar e como nao falava italiano muito bem achei q nao era capaz de trabalhar.
4)Vários, todos... Conhecer um novo país, novas pessoas, nova língua, nova cultura.
5)A saudade da família, a vontade de comer requeijão, o frio q eu passei...
6)Acho q pra mim cabe mais uma pergunta Por que eu resolvi voltar? Bom, depois de uma temporada na Italia resolvi ir pra Inglaterra e detestei Londres, ai cansei de tudo e resolvi voltar, talvez se continuasse na Italia estaria lá até hj? Nao sei, acho q nao tb.

Mikas said...

Se me chamarem vou já a correr...

Sandrinha said...

Allan vivo uma fase entre Brasil e Itàlia e achei interesante o post.
Gostaria de me manisfestar falando das dificuldades que estao pintando nestes dois primeiros meses de permanencia aqui, pode ser?

A decisao de morar na Itàlia(ainda nao certa)surgiu por amor.

Quanto a moradia a maior dificuldade esta sendo a burocracia em relaçao a compra de um apartamento grande que queriamos dividir em dois, mas que para isto todo o prèdio tem que dar o consentimento (isto daria uma novela) mutuo, obrigatoriedade da compra de mais uma garagem etc etc. Pagamos aluguel..por enquanto....

A profissao:
Esta è a pior parte, pelo o que entendi nao serà nada fàcil conseguir um trabalho. Estou tentando um visto de estudante, pois no Brasil faço PHD de Comercio Exterior atravès de um grupo Italiano que investe em instituiçoes de ensino na America Latina mesmo assim, nao estou conseguindo colocaçao no mercado de trabalho,estou implorando estàgio atè sem remuneraçao( mas este episòdio tb tem uns por menores que dà outra novela)

Impactos: Positivo
Como ainda estou vivendo toda mudança, posso responder com olhos de quem pensa que conhecer nova cultura, arriscar, batalhar è sempre um aprendizado.Transformar experiencias em maturidade de modo limpo e sincero consigo mesmo, transportar-se sempre em direçao ao crescimento.

Negativo:

Esta sendo a precupaçao pelo amanha, um pè là e outro cà, o preconceito que proviene da falta de informaçao deste povo em relaçao a nossa cultura.. a saudade da cervejinha e da comidinha da mamaeeeeeeeeeee.

TB sou filha de Deus rsrsr

BJS

Brasiliano said...

Fala Allan, vamos tentar fazer uma coisa bem resumida.
1- Conheci minha esposa quando estudàvamos no Canadà, ela italiana, eu brasileiro, um dos dois tinha que se mudar....eccomi quà!
2-sem problemas com a casa, meu sogro nos deu 1 ap de presente de casamento.
3-na verdade sempre trabalhei como vendedor, hoje continuo vendendo, coisas diferentes è claro. Tambèm consegui me realizar como importador, coisa pela qual estudei no Brasil.
4-Bem...me casei e hoje tenho um lindo filho recem-nascido, mais positivo do que isso...se quisermos acrescentar algo diria gastronomia, vinhos e història.
5-Imensas dificuldades com a burocracia na papelada para obter residencia, maltratamentos e humilhaçoes cada vez que ia na Questura, saudade de tomar cerveja na mesinha do lado de fora do buteco a tarde inteira, petiscando linguiça acebolada e dizendo bobagem com os amigos. Saudade de ficar bebado com a rapaziada. Saudade da familha.....eles conheceram meu filho pela internet....precisa dizer mais?

Nezoca said...

Allan, respondendo:

1) Sou casada com um italiano.

2) Dificuldade nenhuma, pois ele já tinha um apartamento.

3) Não. Continuo trabalhando como designer, só que desenvolvo projetos em família. Vez ou outra aparece trabalho extra.

4) Ser bem recebida por toda a família dele e também pelos amigos.

5) O dar-se bem SÓ se você tiver o tal "QI" (quem indica), o menefreghismo geral e o provincianismo da maior parte das pessoas daqui. Não preciso dizer que sinto falta da minha família e amigos no Brasil, né.

[]s.

Manoel Carlos said...

Desta vez, não me cabe responder, deixo o fraterno abraço agrestino.

luma said...

Eu vou pedir para uma amiga vir aqui responder. Beijus