Friday, August 12, 2005

Qual É A Música?

Caros e Caras,
Paz e saúde!

Não gosto de correntes. Tenho conseguido manter-me afastado delas desde sempre. Mas o Madureira intimou-me a participar e prometi fazê-lo.

Creio que esse tipo de corrente sirva para mostrar algo de particular sobre quem se dispõe a responder, mas no caso de quem tem um blog, julgo desnecessário – apesar de entender que o Madureira precisasse se livrar da batata quente. Basta ler o que a pessoa escreve e como reage aos comentários deixados e, pronto! eis um perfil mais ou menos alinhavado do dito cujo (ou dita cuja). Há muito libertei-me de haver preferências: não tenho livro, filme, música, cor ou prato predileto. Gosto de apreciar coisas diferentes em momentos diferentes. Não faço e não acredito em listas top ten. Mas, enfim, aí vai.


Quantos gigabytes usados em música?
O que é, exatamente, um gigabyte?

Último CD que comprei:
Passi d’Autore – Pino Daniele. Dei de presente.

Música tocando no momento:
Walkin’ With Snooky – Snooky Prior

5 Músicas que tenho escutado ultimamente:
Deveriam ser apenas cinco, para respeitar o sentido da corrente, mas eu já deixei claro que não respeito correntes. Além dos sucessos pilotados que invadem as rádios italianas durante o verão, costumo colocar um CD e ouvi-lo inteiro. De madrugada, quando acordo, Bach. No carro, diversos CDs. No escritório (sim, eu ouço música o dia inteiro) tenho atualmente alguns CDs que escuto em uma seqüência aleatória:
- Heitor Villa-Lobos – Obra Completa Para Violão Solo – Sérgio e Odair Assad
- Skank Ouro Preto – Ao Vivo
- Mil Verões – Carlinhos Brown
- Passi d’Autore – Pino Daniele
- Melodia – Luiz Melodia
- Chicleteiro – Chiclete Com Banana
- Ave Maria – Andréa Daltro
- Beatles – Vários
- Jobim – Vários
- Caettano – Alguns

5 Pessoas para quem passo a batuta:
- Você aí que leu e ficou com vontade
- Zébedeu
- Fulana
- Ciclano
- Beltrana

Ciao.

11 comments:

zébedeu, quer dizer, madureira said...

Dom Allan!

Temos algo em comum: eu tb fujo às pernadas de correntes e quetais. Mas não adianta, meu co-blogger golb adora. Foi ele quem nos intimou a levá-la adiante. Eu tinha ficado (melhor dizer "permanecido", já que o blog é mezzo italiano, não é não?)na moita até agora, mas se até vc participou, não me resta outra saída senão a adesão.
Abração!

Manoel Carlos said...

Eu tenho evitado as correntes, mesmo as que considero interessantes, pois fico constrangido de impor um tema a alguém.

Denise Arcoverde said...

Ah, Allan, essas correntinhas são legais, eu adoro saber o que o povo tá ouvindo, só isso vale a pena... e Luiz Melodia é tuuuuudo de bom :)

Abraços!

Roberta Febran said...

Meu ex-namorado me prometeu um CD do Pino Daniele (aquele que tem a música Amore Senza Fine) há um bom tempo e estou esperando até hoje... Seu post me deixou deprimida! Hahaha... Ciao, ciao.

Anonymous said...

As pessoas te pedem pra fazer corrente sem perguntar se somos um elo ...haja pasciença!
Musicas todas sao validas ...mas que tal vc ouvir Enigma , Sara , ou Kitaro...esperimenta talvez vc goste é bom pra relaxar...e viajar sem sair do lugar ...
um abraço

Anonymous said...

eta ...o anonymous ai de cima sou eu Walter ...nao sei como mandar diferente ...

golb said...

Pra ser sincero, eu também sou avesso a correntes. Paradoxalmente, na hora de passar a corrente adiante, indiquei os blogueiros que mais aprecio. Já levei puxão de orelha do Rafael Galvão e, agora, de você. Mas garanto que aprendi a lição.
Saudações.

I said...

Boas correntes , estas da blogsfera.Tantos mundos!

Leila Silva said...

Pino Daniele? Uau, me deu uma saudade da Itália agora...uma vez me meti a estudar italiano e professora (na verdade eu trocava aulas de português contra aulas de italiano)me ofereceu um Pino Daniele que não sei por onde anda. Juro que vou procurar agora.
Abraços

I said...

Correntes da blogosfera :Correntes espontâneas , combustões espontâneas, improvisos, surpresas...coisas boas, em suma.

Todas as outras correntes são isso mesmo:correntes, logo, lixo.

Biajoni said...

ecletismo, vai dizer?
;>)
segui seu conselho no relato de BH, lindão!
:>*