Tuesday, December 24, 2013

Buon Natale!



Todos os dias vou devagarzinho acordar a Luiza. Entro no quarto escuro, dou beijinho, faço cafuné e sussurro: “Bom dia, meu bijou!” Antes que a Bianca se transferisse para Pavia, por causa da faculdade, era assim que ela acordava também. A diferença, com a Lu, é que ela não gosta de levantar logo, prefere acordar aos poucos. Preguiçosamente. E é por isso que o ritual tem que ser repetido quinze minutos depois. Aos sábados, com a Bia de retorno à casa, a Lu tem o cuidado de deixar tudo pronto para não acordar a irmã, quando a campainha da escola chama.

Nesse período do ano, em que as noites avançam no que seria a manhã, o frio, somado à neblina e a neve que se alternam, acordar pode ser uma tarefa árdua. Principalmente para jovens que se recordam o incômodo do frio, da neblina e da neve, somente pela manhã, e nunca na noite anterior, quando nada impede o esbanjar da própria juventude pelas noites frias do inverno no centro-norte da Itália. 

Tenho pra mim que elas se lembrarão com carinho desses momentos. Aos poucos, vão desenvolvendo o hábito de respeitar e proteger as pessoas que amam. É um momento breve, como a prece do toureiro antes de entrar na arena, como o silêncio antes do disparo para a largada da corrida. O que acontece depois é o caos. É preciso sobreviver ao cotidiano para ter direito a outro momento de paz e intimidade familiar. O átimo que alimenta a alma pela manhã.

Alimentar a alma pela manhã (a cada manhã), possuir ritual que permita o contato com as pessoas que realmente importam, criar pequenas ações espontâneas que restarão como lembranças aconchegantes. É o que desejo a você, a cada dia do ano que está para começar.

Feliz Natal!
.

11 comments:

Carol Alencar said...

Allan, vc me fez lembrar como é bom estar na casa dos nossos pais... Que saudade que bateu agora, pois é exatamente assim que minha mae me acordava...
Feliz Natal!

Sissym Mascarenhas said...



Estimado amigo Allan, companheiro de letras virtuais!

Retribuo seus votos, desejando o melhor a voce e aos seus familiares.

Que seja a magia do amor um instrumento para a transformação de cada dia num outro ainda melhor.

Boas Festas, muita paz.

Beijos

Thais Miguele said...

Feliz Natal pra vc também! (Ainda estou na fase em que as noites são fáceis e as manhãs difíceis.)

Anonymous said...

Você, na verdade, a cada dia não repete o gesto do dia anterior, seria monótono e cansativo; a cada dia é um novo gesto, reinventado com delicadeza e prazer.
É isto que os cristãos chamam de renascimento?
Como diz a garotada por aqui, não é para os fracos.
Manoel Carlos

author casulo-online said...

Oi Allan...

que sentimento gostoso e profundo você me fez sentir, e transbordar minha manha de paz, aquela que só quando tá tudo bem na família, nos traz. Muito obrigada!

Um majestoso 2014 para vocês,

Cris

Thaís Helena said...

Suas palavras me levaram de volta aos dias de infância, quando o aconchego do coração não vem com palavras, mas através de gestos simples e sinceros.
Feliz Natal e um mágico 2014!

Dayanne Guerra said...

Allan, pode ter certeza que ela se lembraram com muito carinho deste momento da intimidade de uma casa cheia de amor. Minha mãe me acordava cantando "Bom dia sua cara de cotia, bom dia sua cara de melão". Me lembro com muito carinho disso.
Boas Festas, com muita paz e saúde para você e sua família. :)

myra said...

vao ter lembrncas maravilhosas!!!!!!!!!!!!!!!
lindas palavrss!!!!

denise rangel said...

Allan,
Este prazer de ter a família reunida, amanhecer junto aos nossos, é insubstituível.
Um ano abençoado com coisas boas para você e estas lindas meninas!
abraço, garoto

Léia Silva said...

Caro Allan
Sò posso dizem Amém, pois o que escreveu pareceu uma prece! Muito lindo!
Que você e a tua família tenham um 2014 cheio de muita harmonia e belas realizações!
Abraços fraternos.
Léia

Lúcia Soares said...

Faz toda a diferença para a vida, ter um pai como você, Allan.
Desejo que suas filhas reconheçam isso.
Beijo nelas.