Thursday, May 09, 2013

Negra com orgulho

Em meio à confusão falimentar da política italiana, com um governo de coalizão que luta para conquistar a credibilidade internacional e para implementar as reformas necessárias, uma das notícias menos comentadas foi a nomeação da ministra da Integração Social, Cecile Kashetu Kyenge.

Os ataques racistas – inclusive de expoentes políticos – que se multiplicaram pelas redes sociais, deram à Ministra a oportunidade de mostrar quem é. Ela usou toda a diplomacia de quem aprendeu a lidar com as dificuldades que enfrentam os imigrantes: “a resposta aos ataques racistas reside no diálogo e no conhecimento para abater os muros”.

Nascida no Congo, a ministra Kyenge vive na Itália desde 1983, onde se formou em medicina pela Universidade Católica do Sagrado Coração, em Roma. Foi eleita vereadora em 2004 em Modena, em em 2009 como conselheira da província de Modena e em 2013 como deputada.

Aos jornalistas que exploravam a polêmica causada pelos indignados com a primeira ministra negra na história italiana, os mesmos jornalistas que a identificavam como “la ministra di colore” [ a ministra de cor], ela foi logo esclarecendo com a frase que – essa, sim – virou notícia: “Não sou ‘de cor’, sou negra e com orgulho”.

Quem aposta na nomeação da Ministra como sendo uma jogada política, terá que esperar muito pouco, para descobrir o passado engajado da Dra. Kyenge na luta pela igualdade de direitos e integração dos imigrantes. Se esse governo sobreviver.

A reportagem (em italiano) AQUI.
.

10 comments:

myra said...

acho ela ineligente e formidavel!!!!
aplausoa para ela e um enorme abraco para voce, querido Allan

Claudinha ੴ said...

Olá Allan!
Não imaginava que num país avançado ainda existisse o termo "de cor". Aliás, o preto é ausência de cor. A raça da ministra é negra, a cor de sua pele é preta e ela tem orgulho do que é, não pela pele, mas pela sabedoria, diplomacia, pela história de luta. Eu me orgulho dela, mesmo sem conhecê-la! Abomino todo e qualquer preconceito de cor, raça e credo. Sou a favor de olhar com a alma, olhar com olhos de ver. Tomara que ela se mostre politicamente e cale a boca destas pessoas atrasadas...
:)

Dayanne Guerra said...
This comment has been removed by the author.
Dayanne Guerra said...

Excelente notícia, sempre me orgulho do ser humano quando consegue dar um passo a frente. Aplausos para ela por ter orgulho do que é e parabéns para este povo que terá como um dos representantes uma pessoa tão preparada.

Bruxa do 203 said...

Vou ler a reportagem para conhecer mais sobre ela e praticar leitura em italiano. Já gostei só por saber que ela responde aos ataques racistas com luta, trabalho e como já disseram, com diplomacia.

Ainda vejo muita gente usar palavras como "de cor" ou "moreninho".

Celia na Italia said...

Mulher de fibra!

Penélope said...

Olá, Pelo que li sobre ela, ela é sensacional, inteligente, esperta...a cor, é apenas um a cor, um detalhe, como cor dos olhos, da roupa...de nada importa.. A cada dia, admiro mais suas escritas...beijos e um lindo final de semana...
maniasdapenelope.blogspot.com.br

Inaie said...

nunca entendi esse negócio de "de cor" -- De que cor??

Gisley Scott said...
This comment has been removed by the author.
Gisley Scott said...

Essa daí tem meu voto!!! Gostei como ela deu uma resposta de 1a. categoria :)! É fina!!!!