Wednesday, June 16, 2010

Torcedor enrustido

A Copa começou – era inevitável – e os italianos se dividem. Há quem torça, com maior ou menor entusiasmo, como em qualquer país onde o futebol é o esporte mais seguido. Há o crítico, que torce mas só vê defeitos no time e considera o treinador uma besta (déjà-vu?). Mas há, também, o torcedor que finge ignorar o evento até a última partida, que só se mostrará em caso de vitória. Estou me referindo a quem torce, pois, como em todo lugar, há quem realmente não dê a menor importância ao evento e não entende nada de futebol.

Assistir a Copa pela tv italiana é cansativo e, em alguns momentos, irritante. A Itália, atual campeã do mundo, jogou mal, criou pouco e estava meio perdida em campo no primeiro jogo contra o Paraguai. Mais: o jogo terminou empatado em 1 x 1, com o gol italiano tendo sido marcado após o gol dos paraguaios, numa confusão na área paraguaia. Apesar disso, o técnico, os jogadores e os jornalistas elogiaram o jogo da “Squadra Azzurra”, minimizando o resultado, justificado pelo nervosismo do primeiro jogo, pela quantidade de estreantes em uma copa do mundo e pelo cansaço normal do final da temporada, quando a condição física dos jogadores deixa muito a desejar. Tive a impressão de termos assistido jogos diferentes.

Por outro lado, com o primeiro jogo do Brasil a crítica não teve piedade. As mesmas desculpas que serviram para aliviar a pressão sobre a seleção italiana, não serviram à seleção brasileira, que jogou com a “insignificante” Coreia do Norte e venceu a partida por “míseros” 2 x 1. Segundo os jornalistas italianos, o Brasil estava perdido em campo, as estrelas não brilharam e os dois gols marcados foram golpes de sorte pois o time teria criado pouco. Sim, fiquei insatisfeito com o resultado, esperava mais do time brasileiro mas sabia que com Dunga à frente seria muito difícil escolhas que privilegiassem o chamado futebol arte. De qualquer modo o Brasil concluiu a primeira partida (aquela justificada pelo nervosismo do primeiro jogo) com uma vitória e não com um empate, mas os jornalistas italianos se demonstraram mais decepcionados com o resultado do Brasil do que com o da Itália.

Os próximos jogos virão e a empolgação com o time italiano crescerá se os resultados forem positivos. Caso a Itália não chegue à final, esta perderá o interesse da maioria dos torcedores – e não poderia ser diferente. Mas se a Itália conseguir ir adiante, teremos que aturar a crescente febre repentina pela seleção italiana, que culminará com desfile de carros, buzinaço e alguém que, como na última copa, irá arrancar a bandeira brasileira que colocamos na janela da sala, no primeiro andar do prédio. Imagino aquele torcedor enrustido, com a camisa da seleção italiana comprada na última hora junto com a bandeira italiana usada como bandana, completamente rouco, com um gancho improvisado, em pé, em cima do carro se contorcendo para arrancar a nossa bandeira berrando um grito surdo: “Itáááália!!!”

* * *

Post scriptum:

O Comentário da Lunna me lembrou de esclarecer que eu torço pela Itália também. É óbvio que em uma partida entre as duas seleções vou torcer pelo Brasil, mas vivendo há quase onze anos por aqui e acompanhando o futebol italiano, nem poderia ser diferente. Sofri ao assistir a primeira partida da Itália quase tanto como sofri com o Brasil. Nem eu nem a Itália inteira entendeu os motivos que fizeram Marcello Lippi deixar de fora jogadores como o jovem talento Balotelli, Cassano ou o veterano Del Piero. Ou seja, eu tenho duas bestas para criticar: o Dunga e o Lippi.

15 comments:

Lunna Guedes said...

Bom dia Allan, estou aqui dando risada da sua análise do jogo da minha azzurra. Sinceramente não achei que a Itália jogou mal. Jogou dentro do padrão italiano. Foi o único jogo que eu assisti até agora.
Vi trechos do jogo do Brasil e esse sim me pareceu perdido em campo, jogo sem graça, chato e me fez mudar de canal até para não ouvir o Galvão gritando feito um louco. aff
Mas acho sinceramente que o jogo do Brasil não vai sair disso porque o treinador se importa apenas com o resultado e nada mais... Enfim, os brasileiros vão sofrer e eu vou me divertir com isso, meu vizinho ficou louco ontem. kkkkkkkkkkk
Bacio carissimo

Borboletas nos Olhos said...

Não gosto do Dunga e sei que sofrerei sempre e sempre com o futebol medíocre (no sentido estrito do termo, ou seja, médio) que apresentaremos. Mas o jogo da Itália foi tão chato quanto. Aliás, o da Inglaterra também. Gostei da Holanda e gostei do jogo da Alemanha, mais pela quantidade de gols e pela surpresa de ver leveza inesperada. Verei agora a Espanha...
Quanto à torcida, lembro sempre a pérola: Copa do Mundo é a época em que quem conhece mais torce menos e quem conhece menos torce mais...

Meire said...

rs...to aqui, imaginando o tifoso italiano pendurado no teu balcone...rs

Lilica said...

Allan, é a minha primeira Copa aqui na Italia. E ontem eu queria "dar na cara" do comentarista italiano que so criticava o Brasil...parecia que a Italia tinha feito um jogaço e tinha vencido de 5 x 0, né? Entao...
Achei o povo bemmmmmm desanimado por aqui (os milaneses sao, no geral, desanimadinhos mesmo). Mas acredito que se a azzurra seguir adiante o povo se empolgue.
Eu ja decidi. A partir de agora assistirei aos jogos do Brasil num bar brasileiro, com torcida brasileira...pelo menos o barulho vai ser tanto que nao terei que escutar comentarista italiano criticando nosso Brasil :-)
Beijos

Juju said...

aqui no Brasil é um exagero, por todos os cantos de verde-amarelo, todos viram patriotas na Copa, é cansativo também Allan

eu, aqui no meu canto, fiquei calminha ontem na hora do jogo, mesmo porque acabou a energia em casa e só voltou aos 42 minutos do segundo tempo, enquanto isso cochilei no sofá, quando liguei a tv vi o gol da Coréia do Norte, e fiquei sabendo que o jogo foi decepcionante

só quero ver se esse time for pra frente, não vou aguentar tanta falação na tv, parece que o povo só pensa nisso!

beijo
Ju

Lili Detoni said...

Mas que italiano mais mal educado esse que arrancou a Bandeira de sua casa!!!! Eu não imaginei que isso pudesse acontecer por aí! Enfim, também não gostei do jogo da Itália e nem mesmo do jogo do Brasil... esperava muito mais! Mas, mesmo assim, vesti minha blusinha amarela, estourei pipocas e curti o jogo na tarde gelada que fez aqui em Campinas.
Vamos esperar os próximos jogos e ver no que dá, né? Baciiiii!!!
Lili.

myra said...

oi, amigo Allan, nao entendo de futebol, mas eu vi os jogos, e estou de acordo com voce!!!

sabe, se quiser e tiver tempo, da uma olhada no www.expressodalinha.blogspot.com

Jorge Pinheiro esta escrevendo em resumem, uma pequenha biografia minha, em episodios, ja tem 2!!!

um abraço!

Ana Maria said...

Morri de rir com as duas bestas para criticar! Adoro torcer para a Itália!

Lunna Guedes said...

Tive que voltar aqui e cá entre nós, tinha certeza de que você torceria para a Itália também. Mas lamento te dizer que não torço para o Brasil, mesmo estando aqui há algum tempo. O futebol brasileiro está muito político, aliás, política me afastou do meu time de coração, o Milan. A paixão não resistiu a besta maior da Itália. kkkkkkkkkkkkk
Bacio carissimo

Roseane, said...

Allan às vezes eu torço para Alemanha e estou aqui só há 3 anos e não acompanho nada de futebol.
Vamos ver como o Brasil vai sair domingo, espero que façam bonito.
Bom final de semana!

myra said...

olà, amigo Allan, estou muito contente que Mexico venceu os franceses!!!!

a minha biografia resumida ja esta no quarto episodio:)))
um gde abraço

Gi said...

Olha Allan, não sei quanto ao jogo da Itália pois não tive a oportunidade de assistir, mas em relação a atuação do Brasil concordo e lamento dizer que sofri o tempo todo e acho que o Nilmar deveria ter entrado muito antes, independete das grandes falhas no futebol brasileiro eu posso assumir com o coração apertado que a emoção de ver meu país jogar me domina e eu vibro e choro a cada lance da partida.

Diário de Classe said...

Olá Alan, aqui no Brasil tenho achado o povo desanimado em comparação com as copas anteriores... Bom, eu moro na capital e, não sei se vocês tiveram conhecimento, andou acontecendo algumas decepções políticas para os brasilienses...andamos muito decepcionados, sabe? Mas apesar disso, pelo o que você nos descreve, parece que ainda nós estamos mais empolgados do que os italianos. Mas, quer saber? O futebol no Brasil, diferentemente de outros países, já adotou o esporte como paixão nacional e a Copa, um evento muito esperado que gera expectativas e mudanças de comportamento em todos, inclusive naqueles que dizem não se importar. Não estou muito confiante no jogo de amanhã, acredito que dará 1x1, no entanto estarei gritando, torcendo e vibrando, afinal vejo esta a oportunidade de soltar minha festa interior,rsrs... Um forte Abraço!

denise rangel said...

Allan,
Não entendo de futebol e só assisto (ligo a tevê) na Copa, no dia do jogo do Brasil. Os brasileiros sofrem e não admitem que outras seleções possam tomar seu lugar como melhores do mundo. O ser humano se aprimora em tudo o que faz. É natural que outros nos superem. Mas, confesso que quero muito que o Brasil vença.
abraço, garoto

ines bachiega said...

Já esgotei minha paciência de futebol no 1º jogo, pois minha cidade agiu como se já fôssemos HEXA. Era barulho de corneta e buzina prá todo lado, carros com bandeiras correndo pela cidade...um abuso! Isso foi até meia noite. No jogo de hj meus vizinhos de frente, que são barulhentos pra tudo, soltaram tantas bombas que meu gato quase infartou, o coitado! E ainda por cima a transmissão da tv deles estava adiantada e eles gritavam gol antes de eu ver o bendito gol. Ninguém merece! KKK
Allan, obrigada pelos comentários, principalmente a dica dos seios da Giulietta...KKK, mas mandaram segurar só no direito mesmo...rs
Abraço