Tuesday, December 18, 2007

Outono Astral

Tudo começou quando escrevi lamentando-me dos correios. Dois dias depois, a Bianca ligou o computador assim que chegou da escola para uma pesquisa. A Bibba, com seus 15 anos, está naquela fase em que as coisas devem ser resolvidas imediatamente. Foi quando o carteiro tocou a campainha – ele sempre chega nesse horário, quando chega – e ela se levantou correndo para atender. Tem-se muita pressa aos 15 anos. A joelhada na CPU foi inevitável, assim como a queda dela (da CPU, não da Bibba). Uma esfregadinha no joelho e a dor passou, mas a CPU ficou ali, no chão, agonizando e apitando.

Três dias para decidir se substituir o PC ou encontrar e mandar trocar a placa mãe e acho que uma tia e um primo, também, sei lá. Apesar das finanças da família estarem meio fragilizadas neste período do ano em que as contas anuais de aluguel, condomínio e seguro do carro chegam juntas, somado ao momento crítico que atravessa a economia italiana, optamos por substituir o computador, já recauchutado. Fiz uma única recomendação: não quero o Vista, prefiro continuar com o XP. “O novo chega na quinta”, disse o técnico. Aqui é assim: todas as lojas são virtuais, mesmo que existam fisicamente. Pode-se tocar e ligar o computador, mas aquele é só o mostruário, que ninguém é besta de fazer estoque de equipamentos que se tornam obsoletos no dia seguinte. Quinta-feira chegou, mas o PC não. “Desculpe, não foi possível atender a todos os pedidos, mas semana que vem prometo que vocês terão um novo PC em casa”, garantiu.

Passo o dia com o computador do escritório ligado, respondo a um tsunami de e-mails profissionais mas não tenho tido tempo de acessar a internet ou checar meus e-mails pessoais. O ritmo de trabalho fica alucinante nesta época do ano e a situação que a empresa atravessa não é das melhores. Já contei sobre o momento crítico que atravessa a economia italiana…?

Foram 20 dias sem computador, mas finalmente ele chegou. O técnico instalou o disco rígido velho como back up – o que me salvou a vida, pois estava tudo lá – e fez todas as configurações. Chego em casa e descubro uma pilha de caixas que a Eloá amontoava, o velho monitor no chão, fios novos, cabos velhos e a promessa de que o teclado novo vai chegar junto com o mouse. Havia brigado com todos no trabalho. A última coisa que desejava era ter que montar o PC de noite, mas na minha casa as mulheres são maioria. Nem mesmo as duas aspirinas resolveram a dor de cabeça. Montei tudo e só fui tomar banho depois.

Tec, telec, tec…

Nada de internet. Muda a tomada ADSL, tenta reinstalar o programa do provedor, recontrola todos os cabos… Nada! “Traz o PC aqui que damos um jeito”. No dia seguinte ele jura: “Reconfiguramos tudo. Pode levar e se não conseguir acessar a internet, pode me dar uma paulada na cabeça!” Ela traz o PC para casa e… Nada! “Já está tarde. Amanhã vou pessoalmente descobrir o que aconteceu”, promete. Veio e tentou, tentou, tentou e não conseguiu. Liguei para o meu provedor, que é, também, a cia. telefônica que nos serve e expliquei a dificuldade de acessar à rede com o novo PC. “É um típico problema do Vista…” mas eu o cortei esclarecendo que usava o XP. “Qual o modem você instalou?” e respondi que era um Siemens NMU700086 velho. “É por isso que não funciona. Nosso programa não está configurado para esse modem.” De nada adiantou esclarecer que uso o mesmo modem há anos. Agradeci. “A Tele2 agradece a sua chamada.” Gambiarra. Não sei como se diz gambiarra em italiano, mas foi isso que o técnico fez. A tomada ADSL foi abandonada, ele ligou tudo na tomada do telefone, com o modem velho e tudo. Desistimos de dar paulada nele, mas ele apresentou a conta e quase mudamos de idéia. Internet outra vez. Milhões de e-mails, bites, bytes e uma pesquisa concluída com atraso. Ué, por que não foi à biblioteca?

Dias de muito stress e uma vontade louca de dar um soco em alguém, no trabalho. Antes que não consiga me conter, mandei o funcionário chato de férias por 15 dias. Volto para casa e descubro que alguém tentou instalar o Windows Live Plus em versão beta. Como uso o Firefox como programa padrão, o programa travou. Cada vez que ligo o PC o WLinstaller tenta concluir a instalação. E se bloca. Já tentei de tudo, desde desinstalar e reinstalar o programa com o Explorer, até reconfigurar o sistema. O máximo que consigo é fechar a instalação através do task manager, e esperar que um dia a coisa se resolva. Ou comprar outro PC.

Os livros atrasados? Que nada! Naquele dia o carteiro trouxe apenas mais contas a serem pagas. Esse, sim, anda merecendo umas boas pauladas.

.

11 comments:

marcelo said...

Confesso que relego a informática às coisas além do conhecimento dos mortais. Sempre achei que tinha uma idéia (mesmo que vaga) sobre o assunto, até que - semana passada - conversando com alguns colegas, me rebaixei à condição de semi-analfabeto...

Joga muito aquele menino, o melhor do mundo.

abraço!

Claudio Costa said...

Um "técnico" me disse que o maior problema do computador é a peça chamada "usuário"- Faou e disse rindo de mim! Mas você e milhares de outros casos semelhantes demonstram que o problema de computador se chama 'técnico-em-computação". TEntei conversar com um e ele me respondeu: "Técnico não conversa.Computa." Argh!

denise said...

Ai, Allan, que novela. tomara que tenha final feliz.
abraço, garoto

Tatiane said...

Olá tudo bem?

Gostei muito do seu site (blog) está de parabéns. Eu esou com um blog direcionado a pessoas que desejam sair do brasil e estou interessada em fazer uma parceria com você eu divulgo seu link no meu blog e você divulgaria o meu aqui. Teria interesse?

o endereço do meu caso queira consultar para analisar é www.sairdobrasil.com aguardo resposta!

obrigada

Tatiane Dias

Georgia said...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk, Allan rindo e pensar que aqui em casa mesmo que nós mulheres nao sejamos a maioria, pois temos empate; nós mulheres ganhamos quando se trata de problemas com o PC. Meu esposo passou por tudo isso também, pois ele ao instalar esse Windows Live Plus o nosso arquivo de fotos nao funcionou mais. Foram duas semanas ou mais fazendo tentativas e as discurssoes, aff!!!
Esse negócio técnico nao é nada prá mim. Eu e imagino tantas outras mulheres, gostamos de sentar diante do PC e gostamos que as coisas funcionem (rs). Como? Bem... isso é um outro departamento.

Grande abraco em vocês

Anonymous said...

Allan, não sei que te diga. Sopra que passa? Acende uma vela? você ainda vai rir disso? Sei lá...
Um abraço e minha enorme solidariedade, mesmo que virtuais.

maray
www.gardenal.org/checaribe

Flavio Prada said...

O problema é que não sei mais onde anda o maestro do Naiximiento pra te dar um ajuda. Vou tentar nelle pagine gialle e depois te digo.

Angela said...

Oi Alan!
Em primeiro lugar, Feliz Natal! Já fico imaginando como será o post de seu natal, de comidas ótimas! Agora que só posso testar comidas de baixo colesterol e triglicerideo, só me resta saborear virtualmente.
Quanto a computador, eu estou adorando laptop, sem esses problemas!!
Quanto 'a pressa dos 15 anos.. será? não me lembro de ter essa pressa. Acho que é a aceleração do momento atual. Um filósofo francês , acho qu eo nome dele se não for é parecido com Paul Vitruvio , fez estudos bem interessantes sobre isso. ( a biblioteca fica longe, daí não te passar o nome certo).
E feliz ano novo também!

Angela said...

Oi Alan!
Em primeiro lugar, Feliz Natal! Já fico imaginando como será o post de seu natal, de comidas ótimas! Agora que só posso testar comidas de baixo colesterol e triglicerideo, só me resta saborear virtualmente.
Quanto a computador, eu estou adorando laptop, sem esses problemas!!
Quanto 'a pressa dos 15 anos.. será? não me lembro de ter essa pressa. Acho que é a aceleração do momento atual. Um filósofo francês , acho qu eo nome dele se não for é parecido com Paul Vitruvio , fez estudos bem interessantes sobre isso. ( a biblioteca fica longe, daí não te passar o nome certo).
E feliz ano novo também!

Meiroca said...

Imagino a raiva q vc esta Allan, espero que tudo se resolva logo.
Aproveito para te desejar um feliz natal e um 2008 de sucesso.
Bjs

Meire

Ana Maria said...

Que chatice, hein? Eu já padeci tudo o que tinha que padecer com o meu antigo PC. O atual está comigo há quatro anos sem dar problemas. Amém!
Espero que tudo se resolva até 2008. :-)
Feliz Natal!
Beijos