Monday, December 24, 2007

O Natal É Da Família

Caros e Caras,

Paz e saúde!

1976. Aquele foi o último Natal que passei em família. Lembro da casa dos meus avós em Macaé entupida de gente. Tudo parente. Lembro do meu avô, atônito, buscando um lugar em que não hovesse gente falando de gente. “Como você engordou!”, “você viu que a menina casou?”, “aquilo não é roupa para esse tipo de festa”, “gente, quem fez essa maionese deliciosa?”. Alguns minutos depois vi o velho Tonico do outro lado da rua, com um olhar perdido de quem se sente em culpa. Cheguei a pensar em ir falar com ele, mas desistí. Tudo o que ele queria, naquele momento, era estar sozinho.

Nos anos seguintes, preferi ajudar meu amigo Cláudio, com seus strudels e stollens no Embu. Tinha sempre um monte de trabalho por e o perfume dos doces faz parte da minha memória olfativa de modo permanente. O tempo passou, eu me casei e mudei. Em Salvador nasceram as filhas e comecei a dar uma importânia maior à festa. Uma festa que sempre achei hipócrita e excludente, que perdeu o significado religioso e que permite comemoração a pagamento. Não fui batizado e não professo nenhuma religião, mas a mensagem que o Natal me transmite é a solidariedade, a paz entre os homens e a inexistência das diferenças.

Com o tempo aprende-se a conviver com todos os tipos de pessoas, desde que haja a disposição de aceitar-lhes não apenas as qualidades e os acertos. Desse modo, a família se alarga, ultrapassando os limites do sangue. A minha família são as pessoas com quem me preocupo. Irmãos, mãe, tios, primos e todos os outros parentes, mas também são os amigos, por mais longe e sem contato que se encontrem. A essas pessoas espero e desejo que a vida lhes seja clemente e lhes faça sorrir.

Hoje o Natal é mais uma esperança que um sentimento. É o momento de desejar reencontrar cada uma dessas pessoas para conversar amenidades. Nos natais que se que se seguiram ao de 76 e até 86, pouco antes de mudar-me para Salvador, trabalhava com o Cláudio fazendo doces por mais de 30 horas seguidas. Nosso trabalho terminava por volta das 4, 5 da tarde do dia 24, quando entregávamos o último strudel, fluden, Stollen, Torta Silvana ou Floresta Negra. Quando recebíamos o último sorriso do último cliente satisfeito. Exaustos mas mais satisfeitos que as lojas ou os clientes particulares que servíamos todos os anos.

A esperança de um mundo melhor onde o sentimento do dever cumprido possa ser traduzido em um sorriso de satisfação, sem necessidade de palavras. Essa é a melhor lembrança dos natais que vieram depois da minha infância e que renasce a cada Natal passado com as minhas meninas.

sinto falta do delicioso perfume dos doces da casa do amigo Cláudio.


Feliz Natal a todos vocês.


Allan, Eloá, Bianca e Luiza.

...E você.

.

13 comments:

BOOTLEAD said...

Caro Allan,

Natale felice per voi e la sua famiglia!

Bootlead

marcelo said...

Feliz Natal para vocês e nós e todos.

abraços!

madureira said...

Allan,
Eu quero que vc e sua família tenham um Natal muito alegre e harmonioso. E que 2008 traga para vcs muitos momentos de felicidade plena.
Abração,
Nelsinho (o madureira)

av said...

Um óptimo Natal em família, Allan. E um 2008 cheio de alegrias.
Ana

Chico said...

Me fez lembrar minha noite de Natal... Ontem foi minha última ainda morando na casa de meus pais. Certamente vou lembrar dela por anos.. :)

A você e todos os seus, um excelente Natal e um 2008 cheio de saúde, paz e prosperidade.

Abraço,

Dentro da Bota said...

Oisss...
Feliz Natal!!!!!


Gi, Roma!

Leila Silva said...

Feliz natal a todos vocês também.
Abraços
Leila

Claudio Costa said...

"Aromas de Natal"... dá um livro, pois não? enquanto isso, fique com meu abraço e desejo de renovadas esperanças, hoje e amanhã.

Lenissa said...

Ciao Allan
Um Feliz Natal pra você também e pra todinha sua família! 2008 cheio de novidades boas e realizações! Pra mim, 2008 será o ano de conhecer esse tal lugarejo aí, país onde moras - meu sonho de muitos anos!
Baci
Lenissa

denise said...

Estava pensando nisto hoje , quando voltava da casa de meus pais,onde toda família se reúne todos os anos, no dia 25. é um momento de confraternização.
Um ótimo ano pra voce sua família, Allan.
abraço, garoto

Lylilyn@ said...

Adoro visitar blogs, passei no teu e não posso deixar de dizer que vou voltar!
O meu blog é novinho, ainda não tem uma identidade...mas no minimo é curioso, se quiser me visitar, terei honra em receber você!
Liz

Flavio Prada said...

Pra voces também.

Camila Marinho said...

Que lindo texto. Adorei. Feliz Natal, atrasado, e um 2008 de muita paz, amor, saúde e realizações.