Sunday, December 30, 2007

Dezembro, sol e neblina

Salvador, Bahia, 35 ºC e eu aqui pensando em algo leve para o fim de ano. Algo que combine com com essa brisa e a possibilidade de chuva, apesar do céu ainda azul, mas que não me deixe com aquela preguiça da jibóia que comeu o bezerro.


Piacenza, Itália, -8 ºC e deu vontade de uma sobremesa para o fim de ano. Algo que combine com essa neblina insistente e a possibilidade de neve. Nessa época do ano deve haver centenas de caminhões vendendo morangos pelas ruas de Salvador, tão certo quanto a neve que vai chegar por aqui , .


Salpicão do Allan

Batatas cozidas – mas ligeiramente cruas – em cubinhos

Cenouras cruas à juliene – tirinhas finas

Cebolapoucaem tirinhas

Talos de salsão crus em tiras

Folhas de salsão – poucas

Uvas passas sem sementes

Maçãs em cubinhos (se achar, use a Granny Smith)

Frango assado sem pele desfiado

Yogurte natural

Suco de limão

Sal

Pimenta do reino

Uma ou duas folhas de hortelã

Semente de gergelim torrado na frigideira

Bata no liquidificador o yogurte, umas folhas de salsão, o sal, a pimenta, o suco de limão e a hortelã. Em uma tigela grande misture todos os ingredientes e decore com pedacinhos de folha de salsão e deixe na geladeira. Antes de servir, espalhe o gergelim torrado por cima. Acompanha uma caipirinha com muito gelo ou, em alternativa, suco de carambola.


Bavarese alla fragola

250 ml de leite

300 g de morangos

200 g de açucar

4 gemas

2 folhas de gelatina

300 ml de creme de leite fresco

1 ramo de hortelã

Limpe os morangos tendo o cuidado de deixar alguns com o cabinho; enxugue-os com um pano limpo e seco. Separe os morangos com o cabinho, corte-os em fatias finas e reserve; bata os demais no liquidificador. Coloque as folhas de gelatina na água fria para amolecer. Em uma panela, aqueça o leite; bata as gemas com o açucar até obter um creme homogêneo e volumoso; adicione ao leite quentepouco mais que morno – e mexa delicadamente para que o creme se misture completamente. Adicione a gelatina ao creme e misture até que ela se dissolva completamente. Deixe esfriar. Bata o creme de leite com um pouco de açucar até o ponto de chantilly. Misture o creme de morango (o que está no liquidificador!) com o chantilly e o creme frio, depeje tudo em uma forma e decore com os morangos fatiados e folhas de hortelã. Deixe repousar na geladeira por pelo menos duas horas antes de servir. Acompanha um Moscato Giallo dell’Alto Adige, um vinho seco mas suave, servido entre 18 e 20 ºC.

.

8 comments:

daiza said...

Hummm..... pena que já fiz e comi o meu salpicão hoje, olha a coincidencia... e com o caldo que cozinhei o peito, fiz uma canja! hahahah aqui não se desperdiça nada! Tá um frio de lascar mesmo e o desejo de virar lagartixa na areia de Salvador só não se realiza porque o avião já partiu.
bom, vim aqui desejar tudo de ótimo e maravilhoso pra voce e familia pro proximo ano! Grande beijo

Paula said...

Allan!!! Coloquei finalmente o teu link no meu blog. Deveria ter feito antes, deveria passar mais por aqui. Prometo te visitar mais! Um beijao enorme e Feliz 2008.

Georgia said...

Parece tudo delicioso!!! Ainda vou experimentar. Mas hoje nao dá mais...

Feliz Ano novo prá vocês!!!

Anonymous said...

Allan, espero que as festas tenham transcorrido em paz e desejo que o Ano Novo seja de alegrias e realizações.
Manoel Carlos

Yvonne said...

Oi Allan, suas sugestões de receitas são maravilhosas e eu vou fazer essa do salpicão que me deixou com água na boca. Um Feliz 2008 para você. Beijocas

Dentro da Bota said...

oisss... como esta o friooooo...
Afff... esta so piorando...
O bom que aqui em roma.... nao é tao frio como em outras partes da italia... o triste é que nao rola neve...
Aquele abraço!
Gi, Roma

denise said...

Allan, tudo bem?
Há email do Faça a sua parte. Dá uma olhadinha lá, por favor.Precisamos tomar algumas decisões. Volto depois para comentar o post, certo?
abraço, garoto

Claudio Costa said...

As receitas, só de lê-las, dão água na boca. O contraste entre o verão brasileiro-baiano e o inverno europeu nos faz pensar na diversidade, multiplicidade e como nós, humanos, nos viramos nisso. Feliz 2008.