Sunday, April 30, 2006

E Ele Foi Falar Com Deus

Caros e Caras,

Paz e saúde!

– Deus, me ajuda…

– Sei… Você vai pedir pra ganhar na loto.

– Mas uma besteirinha já serve. Tô num beco sem saída.

– Você entrou nele por que quis.

– Não! Foi o destino!

– Livre arbítrio, filho. Livre arbítrio.

– Então, é tudo culpa minha? Das minhas escolhas erradas…?

– Poucos tiveram uma segunda chance. E você? O que fez da oportunidade que me pediu? Tem uma vida que mais se parece com aqueles personagens dos romances da Escola Urbana. Nenhuma relação afetiva que dure mais de algumas horas; bebe como um gambá; fuma como um condenado e come o que muitos jogariam no lixo.

– “Será que tudo o que eu gosto é imoral, é ilegal ou engorda?”

– A sua cota comigo esgotou. Arranje-se sozinho e mude de vida. Ou não se lamente, depois.

– Vou mesmo mudar de vida. Se não pagar o aluguel vou acabar debaixo da ponte. Sabe quanto custa um mês de aluguel em Milão?

– Hum… Seria péssimo! Tem gente boa morando lá…

– Tô desesperado! Me ajuda, me ajuda… ME AJUDAAAA!!!

– …E você tem dinheiro pra jogar?

– EU ARRANJO!!! Vou vasculhar cada parquímetro dessa cidade, vendo o isqueiro ou a coleção de vinil…

– O relógio…?

– Não! O relógio, não: é lembrança dos bons tempos.

– Sempre apegado às posses materiais… *ai*

– Não tem que ser uma troca, tem?

– Você não está disposto a mudar, quer apenas mais combustível para alimentar essa sua corrida suicida. Dessa vez vai ter que se virar sozinho: eu estou aqui para salvar as pessoas. Eu vou é querer estar longe, quando a bomba estourar.

– Aô! Vai me abandonar, é?

– Sabe quantas pessoas decentes estão pedindo a minha ajuda, neste momento?

– Eu sou indecente, por acaso?

– Faço uma lista com todos os detalhes?

– Uma quadra serve, vai?

– Nem um terno. Aliás, um terno novo até que você tá precisando. Quem sabe você decide ir à luta e se apruma…

– Prometo mudar. Me ajuda só mais essa vez.

– Vai à luta!

– Nadica de nada?

– Dessa vez, não.

– Então mata uma minha curiosidade: gambá bebe tanto assim?

– É só um modo de falar…

– Peraí, aquela não é a coroa que dava em cima de mim? Que me ofereceu casa, comida e roupa lavada e eu dispensei? Ela voltou! Tá piscando e sorrindo… Ganhei na loto! Brigadão! Eu sabia que você não ia me deixar na mão. Tchau!

– … (suspiro)

Ciao.

13 comments:

Roberta said...

Hehehe, eu não acredito em Deus, pelo menos não na "definição Cristã" de Deus, mas concordo com tudo o que Ele disse.
=P
E nada como um final feliz...
Ciao, bacione!

Flavio Prada said...

Levar uma esnobada do próprio Deus, é porque a coisa tá feia mesmo pro lado do nosso amigo aí. Um abraço. Ps: tenho fatiado frios de uma forma estupenda. Continuo te devendo e com vergonha.

Sandra said...

Tsc, tsc, tsc.. Esse já tá ardendo no inferno!!

Claudio Costa said...

Quando o "distinto" aí voltar a perguntar se "gambá bebe tanto assim", conta pra ele que, na minha terra, é costume deixar um pires com cachaça pro ratão. Ele bebe, fica tonto e leva paulada (que a Sociedade Protetora dos Animais não descubra isso).

Manoel Carlos said...

Ri muito!

Milton said...

Oi, Allan. As fotos são sempre tiradas do meu celular, que é um Nokia 6020, bem comunzinho.

Abração.

Milton said...

Pô, tchê, mas Deus resolveu problema do cara! :¬)

Achei particularmente engraçada a forma como "Deus" estava se descartando do cara. Mas Sua principal qualidade não seria o perdão?

Allan, já para o inferno!

luma said...

hahahaha ... Deus lhe deu um "tempo" pra pensar!! Beijus

Claudia said...

Ciao!!!
Adoro seu blog mato minhas saudades da Italia lendo-o sempre q posso!!!
Sonho com um dia poder voltar a viver nessa terra!!
Baci!
Claudia

Axel said...

Esse cara foi muito bem atendido. Vou no balcão de reclamações pedir melhor tratameno...

biel said...

=p

Marilia Mota said...

Acho que só italiano tem essa linha direta com Ele - e que bom administrador! Atendeu a dois pidões de uma vez só!

Isabela said...
This comment has been removed by a blog administrator.